Sentidos sobre SaÃde-DoenÃa Mental: Uma InterlocuÃÃo com UsuÃrios que Participam de um Grupo TerapÃutico do CAPS.

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

15/08/2011

RESUMO

Esta dissertaÃÃo objetivou analisar os sentidos construÃdos sobre saÃde-doenÃa mental por participantes de um grupo terapÃutico do CAPS e suas implicaÃÃes ao processo de desinstitucionalizaÃÃo da loucura. Para tanto, esteve referenciada nos aportes da SaÃde Coletiva, no tocante a produÃÃo social do processo saÃde-doenÃa e ainda nas contribuiÃÃes teÃricas do campo da SaÃde Mental sobre a proposta de desinstitucionalizaÃÃo da loucura no cotidiano das prÃticas de cuidado e atenÃÃo aos usuÃrios. AlÃm dessas bases, o estudo conta tambÃm com o referencial da Teoria HistÃrico-Cultural da Mente, no que se refere Ãs suas elaboraÃÃes em torno da temÃtica dos sentidos. Metodologicamente, a pesquisa se configurou como uma investigaÃÃo de carÃter qualitativo. A pesquisa foi realizado no CAPS Geral da SER II de Fortaleza, por meio do contato com um dos grupos terapÃuticos dessa instituiÃÃo, o Grupo de Florescimento Humano. O contato com esse grupo iniciou-se em julho de 2010, primeiramente, por meio da metodologia da ObservaÃÃo Participante, com intuito de conhecer o modo de funcionamento dessa proposta terapÃutica. Posteriormente, foi realizada uma Entrevista Individual Semi-Estruturada com uma das participantes. Por fim, foi aplicado um questionÃrio escrito com doze pessoas do grupo, as quais tambÃm participaram de um CÃrculo de Cultura sobre o tema desta pesquisa. O material oriundo desses procedimentos foi registrado com o auxÃlio de um gravador de voz, em seguida, foi transcrito e analisado com base na metodologia da AnÃlise TemÃtica. Como resultado de tal proposta de anÃlise, foram categorizados trÃs temas que mais se destacaram do discurso dos participantes, quais sejam: a conceituaÃÃo da loucura e do processo saÃde-doenÃa mental; as histÃrias e âestÃriasâ que explicam as existÃncias-sofrimento e a produÃÃo da saÃde mental; a construÃÃo de sentidos e desinstitucionalizaÃÃo. Os achados desta pesquisa apontam que a loucura e o processo saÃde-doenÃa mental encontram-se imersos em um quadro de grande indefiniÃÃo cientÃfica, que gera muitas possibilidades de significaÃÃes em torno da questÃo. Os sentidos de saÃde e doenÃa mental produzidos com os participantes circularam em torno de adjetivos antagÃnicos que indicaram a presenÃa marcante de uma noÃÃo de saÃde mental como algo inalcanÃÃvel, por significar a ausÃncia de doenÃas. JÃ a doenÃa mental foi percebida como desajuste, erro, desequilÃbrio e acÃmulo de problemas. Por outro lado, os participantes tambÃm destacaram a existÃncia de diferentes modos de ser e existir no mundo como marcas de singularidades, que, frequentemente sÃo diagnosticadas como loucura. Eles apontaram apara a necessidade de convivÃncia com essas diferenÃas e com seu processo de sofrimento. Como mais um resultado do estudo, foi discutida a importÃncia da categoria sentido, como ferramenta essencial a ser valorizada e trabalhada na proposta de desinstitucionalizaÃÃo da loucura no cotidiano dos serviÃos de saÃde mental.

ASSUNTO(S)

psicologia social saÃde mental doenÃa mental desinstitucionalizaÃÃo da loucura e sentidos mental health, mental illness, deinstitutionalization of the madness and senses saÃde mental - fortaleza(ce) doenÃas mentais - fortaleza(ce) sentidos e sensaÃÃes polÃtica de saÃde mental - fortaleza(ce) centros de atenÃÃo psicossocial

Documentos Relacionados

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo