Direitos polÃticos como direitos humanos: impacto no Direito Eleitoral brasileiro da IncorporaÃÃo da ConvenÃÃo Americana de Direitos Humanos

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2003

RESUMO

A declaraÃÃo e o reconhecimento de direitos originados de fontes internacionais, especialmente dos tratados, que passam a integrar a situaÃÃo subjetiva de todo ser humano, em qualquer paÃs do mundo, tornou-se um movimento internacional de grande importÃncia, sobretudo depois da DeclaraÃÃo Universal de Direito Humanos, de 1948, e vem se transformando em um verdadeiro ordenamento de proteÃÃo dos direitos humanos; seja no plano global (DeclaraÃÃo Universal dos Direitos Humanos e Pacto Internacional dos Direitos Civis e PolÃticos), seja no plano regional da Europa, da Ãfrica e das AmÃricas (DeclaraÃÃo Americana dos Deveres e Direitos Humanos e ConvenÃÃo Americana de Direitos Humanos) - cada um com especificidades prÃprias, que se complementam, envolvendo, entre tantos outros, os direitos polÃticos. O reconhecimento da titularidade jurÃdica internacional de indivÃduos e grupos tem exigido uma nova mentalidade capaz de lidar com novos conceitos, sobretudo entre os juristas ainda apegados a concepÃÃes ultrapassadas, como a da soberania absoluta e a da superioridade do direito interno sobre o direito internacional. Diante disso, tem sido necessÃrio estudar qual o impacto da normativa internacional de proteÃÃo dos direitos humanos sobre o direito brasileiro, sendo este um trabalho de pesquisa que parte daquilo que jà foi produzido e aprofunda a anÃlise em relaÃÃo aos direitos eleitorais brasileiros, face à ConvenÃÃo Americana de Direito Humanos, partindo do pressuposto de que nas incompatibilidades entre os direitos humanos e o direito interno, aqueles devem prevalecer, seja pela natureza constitucional de suas normas (pela via da incorporaÃÃo dos tratados), seja pela primazia da norma mais favorÃvel à vÃtima, sem deixar de examinar o entendimento dominante no Supremo Tribunal Federal, que considera as normas dos tratados, mesmo os de direitos humanos, como equivalente Ãs de lei ordinÃria. O trabalho aponta quais as normas do direito interno, legais e constitucionais, que tratam dos direitos polÃticos e sÃo incompatÃveis com a ConvenÃÃo Americana de Direito Humanos, sugerindo que a soluÃÃo esteja na aplicaÃÃo dos jà mencionados princÃpios da superioridade hierÃrquica das normas constitucionais e da primazia da norma mais favorÃvel à vÃtima

ASSUNTO(S)

direito direitos polÃticos direitos humanos

Documentos Relacionados

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo