Evolução sedimentar holocênica da retrobarreira na região de Jaguaruna-Laguna, Santa Catarina, Brasil / Holocene sedimentary evolution of the backbarrier in the Jaguaruna-Laguna region, Santa Catarina state

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2010

RESUMO

O objetivo desta tese é reconhecer as feições morfológicas e compreender o empilhamento de fácies deixado em sub-superfície como registro da evolução holocênica da retrobarreira entre Jaguaruna e Laguna (Santa Catarina, Sul do Brasil). Esta retrobarreira é formada por quatro setores geográficos, de SW para NE: Garopaba do Sul, Camacho, Rio do Meio e Campos Verdes. O setor de Garopaba do Sul, no contexto geomorfológico, difere dos demais pela presença, no limite interno, de terraço marinho pleistocênico, em parte recoberto por paleodunas pré-máxima inundação holocênica (geração eólica 2), e por abranger lago residual do sistema lagunar (Laranjal). As idades ANTPOT.14 Cencontradas variam entre 5560 a 2190 anos cal A.P.. A sucessão de fácies deposicionais caracteriza-se por três associações de fácies: lagunar, planície de maré e eólica. No setor Camacho, porção central e de máximo estreitamento da barreira, a principal diferença morfológica são os paleodeltas de maré enchente associados á mingração do canal lagunar Camacho para NE. Nos depósitos, foram encontradas idades entre 8185 e 2165 anos cal A.P. e delimitadas quatro associações de fácies: desembocadura lagunar, delta de maré enchente, planície de maré e eólica. No setor Rio do Meio, a retrobarreira atua como planície interlagunar, separando a laguna Camacho (a SW) da laguna Santa Marta (para NE). Esta planície posiciona-se à retaguarda dos costões rochosos Ponta do Ilhote Pequeno e Cabo de Santa Marta, onde se originou a partir da formação de um tômbolo. Corresponde ao setor de maior influência continental pela frente deltaica do rio Tubarão, com três associações de fácies deposicionais: tômbolo, lagunar e planície de maré. As idades ANTPOT.14 Cnas duas últimas associações variam entre 4650 e 1850 anos cal A.P.. Em Campos Verdes, a retrobarreira é formada por alinhamento de cordões litorâneos transversais à costa atual, separados entre si por truncamentos em padrão côncavoconvexo. Parte dos cordões superpõe-se por campos de paleodunas parabólicas atribuídas à geração eólica 3 (pós-máxima inundação). Neste setor, encontram-se três associações de fácies: pontal lagunar, cordões litorâneos e dunas eólicas. A análise integrada dos resultados permitiu diferenciar três fases evolutivas na retrobarreira. A Fase 1, entre 8000 e 5000 anos cal A.P. abrange o período de progressiva elevação e de mais alto nível do mar. A influência marinha na Fase 1 é evidenciada nos depósitos da retrobarreira com abundante concentração de conchas (inteiras e fragmentadas) de sistemas marinhos e lagunares/baía; a matéria orgânica preservada nos sedimentos apresentou valores de deltaPOT.13C entre -19 e -22%o , típicos de fitoplâncton marinho; a variação isotópica em conchas, com valores de deltaPOT.13C entre 1,22%o e 0,20%o e de deltaPOT.18O de - 0,5%o a - 1,8%o , indica o predomínio da dinâmica sedimentar marinha durante a fase 1. Interpretou-se que na Fase 1 a área de estudo foi ocupada por extenso sistema baía, com vales incisos afogados e ilhas emersas (representadas pelos atuais costões rochosos de Ponta do Ilhote Pequeno, Cabo de Santa Marta e Ponta da Galheta). Com a formação da barreira a baía isolou-se do mar raso, dando lugar ao corpo de água lagunar mixoalino. Na Fase 2, de 5000 a 3000 anos cal A.P., sob condições de NRM declinante, observou-se o desenvolvimento sedimentar diferenciado dos quatro setores retrobarreira, condicionado pela morfologia preexistente e pelo suprimento sedimentar. Os depósitos da Fase 3, de cerca de 3000 anos A.P. ao atual, caracterizam-se por: ausência de conchas, predomínio de fácies de areia fina com detritos vegetais, aumento ascendente dos valores de C IND.orge queda da razão deltaPOT.13C em sedimentos, alcançando valores típicos de plantas C3 e C4. Durante esta fase, a disponibilidade de sedimentos pela progradação da frente deltaica sobre a margem lagunar, associada à continuidade da queda de NRM, acelerou o assoreamento e a emersão das feições lagunares. Estas passaram a ser remodeladas pela circulação lagunar intermarés, o que determinou seu recobrimento pelas marismas e pântanos de maré. A Fase 3 pode ser considerada como de máxima estabilização das dunas eólicas, com formação de extensa planície de deflação e interdunas alagadas. Atesta-se assim a redução da influência de águas marinhas, possivelmente associada a alongamento, restrição ou mesmo fechamento da desembocadura lagunar, com aumento relativo do aporte de matéria orgânica continental.

ASSUNTO(S)

sedimentary evolution stable isotopic stratigraphical correlation dating evolução sedimentar facies fácies geomorfologia geomorphology gpr gpr holocene holoceno isótopos estáveis retrobarreira backbarrier correlação estratigráfica datações

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

TCC Pronto e Gratuito? Sério mesmo? Você acredita em almoço de graça? Comprar um TCC Pronto? Fazer o Próprio TCC? Você ainda tem dúvidas como essas? Você PRECISA ver este Artigo com Urgência! Neste artigo você encontrará: TCC Pronto e Gratuito Comprar TCC Pronto É só me corrigir se eu estiver errado, mas as pessoas Adoram Atalhos, certo? O problema é que, muitas vezes, ATALHOS São ARMADILHAS DISFARÇADAS. Então, se você quer Fugir das Armadilhas e quer saber a Verdade sobre TCC Pronto, TCC Pronto e Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo