Escritas do vento sul: entrevista com Vilma Arêas

AUTOR(ES)
FONTE

Let. Hoje

DATA DE PUBLICAÇÃO

2017-06

RESUMO

“Não se pode lê-los como romance, uma página depois da outra. Não dá. Exigem a pausa, a concentração, a releitura, o convívio com o texto. Convívio lento como no amor” Tais são as palavras de Vilma Arêas acerca de sua preferência pela feitura de contos. De fato, é assim que leitor se vê diante de seus textos ficcionais. Narrativas breves, sem muitas descrições e delongas, mas que nos estremece, deixam-nos suspensos, pasmos. Pedem o retorno, a procura, o comprometimento. Há que bailar no ritmo do texto, com personagens anônimos e enigmáticos. São trabalhos vagarosamente esculpidos por alguém que mora há muitos anos em São Paulo, mas que carrega dentro de si o “vento sul” fluminense (marca de sua infância em Campos dos Goytacazes e que está presente em muitas narrativas). Pesquisadora-ensaísta e contista-ficcionista, Vilma plasma tanto a “matéria crítica” quanto a “matéria ficcional". No universo literário, estreou com Partidas (1976). Aos trancos e relâmpagos (Scipione, 1988) e A terceira perna (Brasiliense, 1992) foram agraciados com o prêmio Jabuti. Na sequência, lançou Trouxa frouxa (Cia das Letras, 2000) e Vento Sul (Cia das Letras, 2011); tendo este último conquistado o prêmio Alejandro José Cabassa, da União Brasileira de Escritores. Já no cenário crítico, o perspicaz Clarice Lispector com a ponta dos dedos (Cia das Letras, 2005) também recebeu o Jabuti, além do prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). Tem vários outros trabalhos críticos, resultantes de sua notável carreira acadêmica na PUC-Rio, na USP, UFF e na Unicamp; nesta última como professora titular do Departamento de Teoria Literária. É constitutivo de sua ficção e de sua ensaística o trabalho com a crise das relações humanas no contexto citadino contemporâneo (contradições e contravenções familiares, preconceito e subalternidade, violência e marginalização, etc.). Nesta entrevista, gentilmente concedida em maio de 2016, Vilma nos brinda com opiniões e confissões de sua trajetória como escritora e crítica. Com galhardia e, ao mesmo tempo, com um humor simples e cativante, ela nos diz de seu primeiro encantamento pela escrita, de suas memórias e preferências, de sua linguagem ficcional, de alguns contos especificamente, de sua aversão aos rótulos que circundam os estudos literários, e questões outras. Aqui, Vilma também é sem rodeios, constrói frases curtas, mas o faz com enlevo e bom humor. Na conversa que se segue, encontrar-se-á um sentimento poético extraordinário.

Documentos Relacionados

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

TCC Pronto e Gratuito? Sério mesmo? Você acredita em almoço de graça? Comprar um TCC Pronto? Fazer o Próprio TCC? Você ainda tem dúvidas como essas? Você PRECISA ver este Artigo com Urgência! Neste artigo você encontrará: TCC Pronto e Gratuito Comprar TCC Pronto É só me corrigir se eu estiver errado, mas as pessoas Adoram Atalhos, certo? O problema é que, muitas vezes, ATALHOS São ARMADILHAS DISFARÇADAS. Então, se você quer Fugir das Armadilhas e quer saber a Verdade sobre TCC Pronto, TCC Pronto e Ler artigo