AvaliaÃÃo da reaÃÃo de crianÃas submetidas à anestesia odontolÃgica local com seringa convencional e com desenho externo modificado / Evaluation of the reaction of children anesthetized with a traditional syringe and a modified syringe

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

19/04/2012

RESUMO

Despite advances in Odontology, fear and anxiety regarding dentistry still affect a large number of people who, because of their fears, fail to seek treatment; this can result in low levels of oral health. The physical appearance of the instruments used by dentists seems to be a major cause of such fear and anxiety with regard to dentistry. The anesthetic syringe is the instrument that causes the strongest feelings of fear. So, the prevention of dental anxiety and patients fear should be one of the dentistâs highest priorities, this study aims to compare the reactions shown when children were anesthetized with a modified device and when they were anesthetized with a traditional syringe, and examine the results to see if a change in the external design of the anesthetic syringe can influence the levels of anxiety, fear and pain of patients. Sixty-four children aged 4-10 years were randomly assigned into two groups according to the device to be used in the first session of anesthesia. G1 (Traditional Syringe) and G2 (Modified syringe). Participants underwent two sessions and each patient was anesthetized with both devices. A single researcher performed anesthetic procedures, which were videotaped and the procedure consisted of infiltrative anesthesia in the posterior area of the maxilla. Due to the multidimensional nature of fear, anxiety and pain, a combination of tests was used to access them: Child Fear Survey Schedule - Dental Subscale - CFSS-DS, Facial Anxiety Scale-FAS, heart rate, the SEM scale Sound, Eyes and Motor, the Visual Analogue Scale (VAS) and the Frankl scale. These tests were applied in predefined situations as the waiting room (WR), the dental chair (DC), during the onset of anesthesia (OA) and end of anesthesia (EA). After the second session of anesthesia, children chose the device that they preferred. The results showed that most 78% children were classified as having a low level of anxiety (CFSS-DS). No significant difference was observed when comparing the traditional and modified devices. The syringe with a change in design was preferred by (57.8%) of the children. The anxious children reported more pain than non-anxious (p = 0.001) and their emotional state varied in different situations: WR, DC, OA and EA. (P <0.05). Thus, it was concluded that the appearance of the syringe is important, but not essential in order to control the anxiety, fear and pain which children suffer when undergoing dental anesthesia.

ASSUNTO(S)

odontopediatria ansiedade desenho de equipamento anestesia local crianÃa preferÃncia do paciente dental anxiety equipment design injections child patient preference

Documentos Relacionados

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo