Análise de uso e cobertura do solo no município de Parelhas/RN

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

18/02/2011

RESUMO

A interferência antrópica na região Semiárida do Seridó Potiguar vem desencadeando o aumento de áreas degradadas. A dinâmica econômica que se estabeleceu no território seridoense, sobretudo após a queda do trinômio gado, algodão e mineração nas décadas de 70 e nas décadas de 80 do século XX, como pilares da economia da região, implicaram num acelerado processo de desgaste dos recursos naturais. Os territórios municipais da região do Seridó vêm sendo reordenado espacialmente por essa nova dinâmica econômica, marcada pelo crescimento dos empreendimentos já existentes, além do desenvolvimento de novas atividades agroindustriais. Um dos municípios do Seridó potiguar que teve seu espaço territorial reestruturado com o surgimento de novas atividades agroindustriais foi o de Parelhas. Com a derrocada do trinômio gado, algodão e mineração, na década de 1980, outras atividades produtivas foram intensificadas a partir da década de 1990, dentre elas a ceramista, responsável pela extração vegetal para utilização como fonte energética. Essa recente reestruturação espacial e econômica regional, refletida no território municipal parelhense, tem requerido novos ingredientes produtivos, responsáveis pela modificação das relações de produção pretéritas que antes eram baseadas na pecuária, no algodão e na mineração. Com isso, desencadeou-se um processo de exploração do meio ambiente, em especial da vegetação nativa, de forma descontrolada. Nesse contexto o objetivo deste trabalho foi fazer o levantamento e a detecção do desmatamento das áreas de vegetação de caatinga, usadas indiscriminadamente para o abastecimento energético das novas atividades agroindustriais, utilizando técnicas de sensoriamento remoto a partir da quantificação do Índice de Vegetação Diferença Normalizada/NDVI, do Índice de Vegetação Ajustado ao Solo/SAVI, da temperatura da superfície e de dados pluviométricos nos anos de 1990 e 2010. Os resultados indicaram que os valores de SAVI acima de 0,2 em 1990 e 2010 representam as áreas com maior densidade de vegetação que ocorrem, exclusivamente, ao longo das drenagens principais do município e nas áreas de maiores elevações. As áreas que estão entre os intervalos de valores de SAVI de 0,5 até 0,15 são áreas com pouca cobertura vegetal. Já os valores mais altos de temperatura distribuem-se na área oeste e sudeste do município, geralmente em locais onde o solo está exposto ou possui vegetação pouco densa. As áreas de solo exposto diminuíram sua extensão, em 2010, cerca de 11, 6% quando relacionada a 1990, isto foi ocasionado por uma intensidade pluviométrica maior no primeiro semestre de 2010, porém não houve regeneração da vegetação em alguns locais nas áreas Oeste e Sudeste do município nesta data, devido à extração de lenha para abastecer os fornos das indústrias do município

ASSUNTO(S)

semiárido sensoriamento remoto Índices de vegetação temperatura da superfície caatinga degradação outros semi-arid remote sensing vegetation index surface temperature caatinga degradation

Documentos Relacionados

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo