âMas com isso a gente comeÃou duas vezes no meio do matoâ: memÃrias dos desapropriados do Parque Nacional do IguaÃu (Oeste do ParanÃ, 1970-2009) / âMas com esto nosotros iniciamos dois veces en medio de la mataâ: memÃria de los expropiados del Parque Nacional de IguaÃu (Oeste de ParanÃ, 1970-2009)

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2010

RESUMO

Esta pesquisa problematiza historicamente o processo de expropriaÃÃo de agricultores colonos que viviam no interior do Parque Nacional do IguaÃu (PNI), no Oeste do ParanÃ, ocorrido na dÃcada de 1970. Nessa direÃÃo, investiga memÃrias e dinÃmicas socioculturais relacionadas à instituiÃÃo do parque enquanto Ãrea de proteÃÃo ambiental. Apesar de oficialmente decretado desde 1939, pelo entÃo Governo de GetÃlio Vargas, foi somente na dÃcada de 1960, no processo mais amplo de ocupaÃÃo das fronteiras, que muitas famÃlias, oriundas, principalmente dos Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, ocuparam/colonizaram esse espaÃo. Nesse processo, algumas famÃlias estabeleceram nÃcleos populacionais na Ãrea demarcada do parque, que depois foram desapropriados pelo entÃo IBDF e o INCRA. Situado numa regiÃo de fronteira entre Brasil e Argentina, sua constituiÃÃo encontra-se relacionada Ãs preocupaÃÃes do Estado quanto aos domÃnios dessa fronteira nacional. Para isso, a pesquisa historiciza discussÃes ambientais que passaram a vigorar no Brasil a partir do final do sÃculo XIX, motivadas por embates e questÃes externas vividas pelo paÃs. Assim, tambÃm, discute o movimento intelectual e polÃtico, que ao longo dos sÃculos XIX e XX, passou a construir valores e sentidos sobre natureza, que posteriormente a definiria em sua relaÃÃo com a cultura enquanto instÃncias dicotÃmicas. Metodologicamente, utiliza-se da HistÃria Oral, o que possibilitou pensar as diferentes maneiras como os prÃprios agricultores colonos rememoram as experiÃncias da desapropriaÃÃo vivida naqueles anos. Na dinÃmica dos conflitos, as memÃrias possibilitam lanÃar olhares sobre a ocupaÃÃo do Oeste do ParanÃ, assim como para as trajetÃrias dos desapropriados. AtravÃs de narrativas orais e outros documentos oficiais, a pesquisa se colocou a perceber as relaÃÃes especÃficas envolvidas no processo de re-assentamento dos antigos moradores do PNI, quando passaram a construir novas relaÃÃes de pertencimentos e outros laÃos de reciprocidade

ASSUNTO(S)

parque nacional de iguaÃu, oeste de paranà frontera expropiaciÃn historia do brasil fronteira memoria parque nacional do iguaÃu oeste do paranà desapropriaÃÃo memÃria

Documentos Relacionados

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo