Os árabes e nós: a presença árabe na literatura brasileira

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

22/11/2012

RESUMO

O trabalho, OS ÁRABES E NÓS: a presença árabe na literatura brasileira, trata do estudo das configurações árabes, através da dicção de nossos poetas e escritores. Desta forma, direcionamos nossa atenção para aquelas manifestações escriturais que nos permitissem destacar os principais representantes dos períodos literários que compõem e formam a cronologia da história da Literatura Brasileira, a exemplo dos escrivães Pero Vaz de Caminha e o Piloto Anônimo; dos colonos Gabriel Soares de Souza e Pero de Magalhães Gandavo; dos barroquistas Bento Teixeira e Gregório de Matos; dos árcades Cláudio Manuel da Costa e Tomás Antonio Gonzaga; dos românticos representantes de cada geração, os poetas Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo e Castro Alves; do maior expoente do Realismo de nossa literatura, Machado de Assis; dos nossos diversos modernistas, entre eles, Jorge Amado, uma particularidade nesse universo representativo; dos autores contemporâneos Milton Hatoum e Georges Bourdoukan. Além desses principais autores, estendemos nossos estudos, embora com menor intensidade, para a presença dos imigrantes árabes no movimento Modernista de São Paulo e para outras manifestações artísticas, como a música, o cinema e a contribuição intelectual de algumas personalidades na construção das diversas imagens da representação árabe no imaginário da coletividade brasileira. Para esse objetivo, procuramos nos valer dos estudos de Edward Said, denominados de orientalismo, e da concepção literária de Antonio Candido, referente aos momentos da formação da Literatura Brasileira. Nessa macro-orientação, alguns outros autores foram seincorporando, a exemplo de Albert Hourani, Amin Maalouf, Jack Godoy, Miguel Asin Palácios, Silviano Santiago, Costa Lima, formando, por fim, um suporte teóricometodológico interdisciplinar que nos permitiu enxergar um encadeamento entre o fato literário e os contextos culturais, sociais e históricos do mundo árabe, o que nos levou, inevitavelmente, a reconhecer o quanto as semelhanças entre os árabes e nós é predominante nesse harmonioso encontro entre a Literatura Brasileira e os parentes que moram e/ou vieram de terras distantes.

ASSUNTO(S)

literatura e cultura. Árabes- literatura brasileira literatura brasileira letras

Documentos Relacionados