Ortodontia preventiva e interceptativa na rede de atenção básica do SUS: perspectiva dos cirurgiões-dentistas da Prefeitura Municipal de Florianópolis, Brasil

AUTOR(ES)
FONTE

Ciênc. saúde coletiva

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/01/2014

RESUMO

O objetivo deste estudo exploratório foi conhecer a perspectiva dos cirurgiões-dentistas da rede de atenção básica à saúde de Florianópolis acerca da necessidade, viabilidade e interesse quanto à ampliação dos serviços de ortodontia preventiva e à implementação dos de ortodontia interceptativa nas Unidades Básicas de Saúde do município. Empregou-se um questionário estruturado para coletar as opiniões de todos os cirurgiões-dentistas da atenção básica que realizam atendimento clínico na rede. Os resultados demonstraram que: a maioria deles é favorável desde que haja uma estruturação adequada para atender à necessidade da população; que os profissionais se consideram despreparados para realizar os procedimentos necessários, de modo que haveria a necessidade de capacitações; que não haveria a necessidade de se implantar outros procedimentos de ortodontia na atenção básica além dos analisados; e que as principais dificuldades que seriam enfrentadas estariam relacionadas ao excesso de demanda e à falta de recursos humanos. Apesar destes obstáculos, a maioria dos profissionais encara como positiva e viável a ampliação/introdução desse serviço, o que favoreceria a integralidade da atenção à saúde e fortaleceria a atenção básica, melhorando assim a saúde da população.The scope of this exploratory study was to understand the viewpoint of the dental surgeons of the Primary Health Care (PHC) network in Florianópolis regarding the need, feasibility and interest in broadening preventive orthodontic services and in the implementation of interceptive orthodontics. A structured questionnaire was used to establish the viewpoint of all the primary care dental surgeons who perform clinical care in the network. The results indicate that: the majority are in favor provided that there is an appropriate structure to attend the needs of the population; the professionals consider themselves unqualified to perform the requisite procedures, so training would be necessary; there would be no need to deploy other orthodontic procedures in primary care than those analyzed; and the main difficulties that might be encountered were related to excess demand and the lack of human resources. Despite these obstacles, the majority of the professionals consider it positive and feasible to introduce this service, which could increase the comprehensiveness of health care and bolster primary care, thereby improving the health of the population.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados