Atuação dos cirurgiões-dentistas na estratégia saúde da família

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2010

RESUMO

A Estratégia de Saúde da Família (ESF) apresenta-se como uma proposta de reestruturação da atenção primária, a partir de atenção centrada na família, entendida e percebida a partir do seu ambiente físico e social. E entendendo a saúde bucal como integrante desse processo, a sua incorporação a ESF tem sido vista como possibilidade de romper com os modelos assistenciais em saúde bucal excludentes, baseados no curativismo, tecnicismo e biologicismo. Apesar do avanço no número de Equipe de Saúde Bucal (ESB), pouco se sabe sobre as atividades desenvolvidas por eles no âmbito da ESF. Nesse sentido, o presente estudo tem como objetivo investigar a atuação dos cirurgiões-dentistas da ESB em relação à promoção, proteção e recuperação da saúde dos usuários no município de Fortaleza. Trata-se de um estudo descritivo e investigativo, com abordagem quantitativa e qualitativa, o qual deu-se em dois momentos. No primeiro, de caráter predominantemente quantitativo, todas as categorias profissionais de nível superior da ESF que possuíssem ESB do município de Fortaleza foram entrevistados nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBASF). Os dados foram coletados através de entrevista com roteiro estruturado, abordando questões sobre as atividades desenvolvidas pelos dentistas sob a ótica dos profissionais de nível superior da ESF, relacionadas aos componentes de qualidade preconizados por Donabedian, e ainda questões sócio-demográficas. No segundo momento, de caráter predominantemente qualitativo, uma entrevista individual foi realizada somente com os dentistas, os quais foram definidos de acordo com os dados do primeiro momento, para compreender a atuação destes profissionais acerca de suas atividades no âmbito da ESF. A coleta de dados ocorreu entre o meses de Julho de 2009 a Julho de 2010. No primeiro momento foram entrevistados 188 profissionais, dos quais 30 são médicos, 57 enfermeiros e 101 dentistas. A idade média foi 33,6 ( 5,9), 68,1% era do sexo feminino, e 87,8% especialistas. A nota média do atendimento odontológico foi 7,34 ( 1,47), e da comunicação entre as equipes de saúde da família e saúde bucal foi de 7,3 ( 2). 71.8% dizem que há comunicação entre as equipes, e 93,1% esperam que a ESB faça tratamento preventivo e curativo na comunidade. 48,8% dos dentistas trabalham também em consultório particular, todos eles afirmara fazer restauração e exodontia; 99,2% dizem fazer aplicação tópica de flúor e atender emergências e apenas 47,2% ajudam no acolhimento. No segundo momento 125 dentistas foram entrevistados. Sobre o desenvolvimento de ações preventivo-educativas para grupos específicos priorizados, 92% dos dentistas disseram realizar e somente 32,8% deles observaram que houve redução da incidência de cáries a partir do desenvolvimento de ações educativas, contudo esse diagnóstico é feito de forma empírica. Entretanto, 88,8% deles referiram que os usuários reagem positivamente aos programas educativos. Foi possível ainda, a partir das falas dos sujeitos, construir seis Discursos do Sujeito Coletivo (DSC), são eles: Estratégia Saúde da Família como oportunidade de trabalho; Contribuição da Pós-graduação em saúde coletiva nas atividades da Estratégia Saúde da Família; A prevenção como a atividade mais importante na ESF referida pelos dentistas; Realização de atividades preventivas para o escolar; Planejamento das atividades a serem desenvolvidas; e Atitude dos profissionais diante da inserção dos alunos da graduação na UBASF. Conclui-se que as expectativas dos profissionais sobre as ESBs correspondem às atividades já desenvolvidas por essas equipes; que as atividades tanto de promoção e proteção, quanto as de recuperação da saúde, que os profissionais dizem desenvolver, são as mesmas preconizadas pelo Ministério da Saúde. Entretanto, ainda há muita fragilidade no planejamento e desenvolvimento de ações, na definição da família como centro da abordagem da equipe, e na humanização do atendimento.

ASSUNTO(S)

saÚde bucal - dissertaÇÕes promoÇÃo da saÚde - dissertaÇÕes saude coletiva saÚde da famÍlia - dissertaÇÕes

Documentos Relacionados

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo