O uso do hialuronato de sódio no tratamento das disfunções temporomandibulares articulares

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. dor

DATA DE PUBLICAÇÃO

30/11/2013

RESUMO

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A disfunção temporomandibular compreende um termo coletivo que envolve alterações clínicas nos músculos da mastigação, das articulações temporomandibulares e/ou estruturas associadas.O objetivo deste estudo foi realizar uma análise crítica, utilizando as principais bases de dados, sobre a efetividade e a segurança do hialuronato de sódio no tratamento das disfunções temporomandibulares de origem articular, a fim de recomendar ou refutar seu uso na prática clínica. CONTEÚDO: Os estudos foram obtidos através das seguintes bases de dados: Medline, via PubMed (1966 - 2013), Registro de Ensaios Controlados Cochrane, (2012), Embase (1980 - 2013) e LILACS (1982 - 2013). A estratégia utilizada foi a busca ajustada para cada base, a fim de identificar o maior número possível de estudos envolvendo o uso do hialuronato de sódio no tratamento da disfunção temporomandibular de origem articular. Houve limitação do idioma, buscando artigos em língua inglesa. Cruzaram-se os seguintes descritores: tratamento da articulação temporomandibular versus hialuronato de sódio versus deslocamento agudo e crônico do disco com e sem redução versus ácido hialurônico versus osteoartrite e osteoartrose versus viscossuplementação. Como critérios de inclusão foram analisados estudos randomizados, uni ou duplamente encobertos, série de casos, com 15 ou mais participantes. Excluíram-se relato de caso, estudos abertos "open-label", estudos em modelos animais e artigos relacionados a tratamento da disfunção artrogênica que não possuíssem como uma das terapias a infiltração de hialuronato de sódio na articulação temporomandibular. A qualidade metodológica desses estudos foi avaliada e classificada conforme o nível de evidência do Oxford Centre for Evidence Based Medicine. CONCLUSÃO: De acordo com a análise crítica dos estudos incluídos, pode-se afirmar que o uso do hialuronato de sódio é eficaz e seguro, sendo recomendado no tratamento das seguintes condições: deslocamento agudo e crônico do disco com redução e sem redução, osteoartrose, osteoartrite e doença articular degenerativa.BACKGROUND AND OBJECTIVES: Temporomandibular disorder is a collective term involving clinical masticatory muscles, temporomandibular joints and/or associated structures changes. This study aimed at reviewing, using major databases, the effectiveness and safety of sodium hyaluronate in the treatment of temporomandibular joint disorders, aiming at recommending or discarding its clinical use. CONTENTS: The following databases were queried: Medline, via Pubmed (1966-2013), Cochrane Central Registry of Controlled Trials (2012), Embase (1980-2013) and LILACS (1982-2013). The strategy was a search adjusted to each database to identify the largest possible number of studies involving sodium hyalorunate to manage joint temporomandibular disorders. Language was limited to articles published in English. The following keywords were crossed: temporomandibular joint management, versus sodium hyalorunate, versus acute or chronic reducing or nonreducing disk displacement, versus hyaluronic acid, versus osteoarthritis, versus viscosupplementation. Inclusion criteria were randomized, blind or double-blind studies, and case series with 15 or more participants. Exclusion criteria were open label-label studies, animal model studies and articles related to arthrogenous disorders not being treated with sodium hyalorunate infiltration of the temporomandibular joint. Methodological quality of such studies was evaluated and classified according to the level of evidence of the Oxford Center for Evidence Based Medicine. CONCLUSION: According to this review, one may state that sodium hyalorunate is effective and safe, being recommended to manage the following conditions: acute and chronic reducing and nonreducing disk displacement, osteoarthritis and degenerative joint disease.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados