Documento


O protagonismo juvenil em uma escola da rede municipal de ensino de Porto Alegre

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

2011

RESUMO

O presente estudo trata de uma pesquisa realizada na Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre/RS (REMPOA), instituição que tem sido o escopo das investigações majoritárias do Grupo de Estudo F3P-EFICE, desde o ano 2000. Esta pesquisa incidiu sobre o envolvimento dos estudantes com duas representações juvenis, no formato de um Grêmio Estudantil e de uma Rádio-Escola e suas implicações com a escola e com a Educação Física. A investigação procurou compreender o protagonismo juvenil, mobilizado pelas experiências dos estudantes, possibilitadas por estes dois modos de organização coletiva e pela Educação Física escolar. Os objetivos perseguidos têm o intuito de perscrutar que influências essas representações podem trazer aos estudantes com a Educação Física e nos demais segmentos da escola. A discussão feita sobre a temática do protagonismo juvenil pautou-se na perspectiva da pedagogia crítica, que focaliza a reprodução social das práticas da cultura escolar, bem como a violência simbólica que a escola exerce sobre a subjetividade dos estudantes. Sustentado nessa reflexão, o problema de pesquisa pode ser sintetizado: como um grupo de estudantes de uma escola da RMEPOA constrói, coletivamente, o seu Protagonismo Juvenil, dentro da escola, no Grêmio Estudantil, na Rádio-Escola e nas aulas de Educação Física? E quais são as suas reflexões e ações, para a construção deste espaço de protagonismo? A intenção que moveu o aprofundamento deste problema, no entendimento do protagonismo juvenil, foi inferir como essa modalidade de ação educativa, em contraposição à micropolítica escolar, cria espaços e condições que possam estimular o envolvimento de estudantes, na resolução de problemas reais na escola, na comunidade e em outros espaços de suas relações sociais. Esta pesquisa foi organizada no formato de um estudo de caso, com ênfase no participante como observador, dentro de uma abordagem etnográfica, em uma escola de ensino fundamental da RMEPOA. Os procedimentos utilizados para a obtenção de informações foram: o diário de campo, a análise de documentos, a entrevista semiestruturada e a narrativa escrita. O processo de análise e de interpretações sinalizou que os estudantes são protagonistas importantes no cenário escolar, identificando e compreendendo os significados que a cultura deste segmento atribui à escola e às aulas de Educação Física, emergentes no universo do contexto da educação, contribuindo com o fazer docente. Desta forma, considerei relevante trazer os estudantes para o centro dos debates, dentro da escola, fomentando o amadurecimento de sua autonomia, sua iniciativa e sua participação, com responsabilidade, no processo de ensino e aprendizagem.

ASSUNTO(S)

educação física escolar case study identity escola identidade physical education school protagonismo juvenil youngsters protagonism




Comentários