Impact of a physical activity program on the anxiety, depression, occupational stress and burnout syndrome of nursing professionals

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Latino-Am. Enfermagem

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/03/2014

RESUMO

OBJETIVO: avaliar os efeitos de um programa de atividade física no local de trabalho sobre os níveis de ansiedade, depressão, Burnout, estresse ocupacional e na autopercepção da saúde e qualidade de vida, relacionada ao trabalho de uma equipe de enfermagem, em uma unidade de cuidados paliativos. MÉTODOS: o programa de atividade física no local de trabalho foi realizado cinco dias por semana, com duração de dez minutos, durante três meses consecutivos. Vinte e um profissionais de enfermagem foram avaliados antes e após a intervenção, com o Hospital Anxiety and Depression Scale, o Inventário Maslch Burnout, e o Job Stress Scale. As mudanças na autopercepção da saúde e qualidade de vida, relacionada ao trabalho, foram mensuradas por meio de um questionário semiestruturado. RESULTADOS: o programa de atividade física no local de trabalho não acarretou resultados significativos sobre os níveis de ansiedade, depressão, Burnout e estresse ocupacional. No entanto, após a intervenção, os participantes relataram melhor percepção de dor e sensação de fadiga no trabalho. CONCLUSÃO: o programa de atividade no local de trabalho não resultou em efeitos benéficos sobre estresse ocupacional e variáveis psicológicas, mas foi bem-aceito pelos profissionais de enfermagem, que relataram melhora na percepção da saúde e qualidade de vida relacionada ao trabalho. OBJECTIVE: to assess the effects of a workplace physical activity (WPA) program on levels of anxiety, depression, burnout, occupational stress and self-perception of health and work-related quality of life of a nursing team in a palliative care unit. METHODS: the WPA was conducted five days per week, lasting ten minutes, during three consecutive months. Twenty-one nursing professionals were evaluated before and after the intervention, with the Hospital Anxiety and Depression Scale, the Maslch Burnout Inventory, and the Job Stress Scale. The changes in self-perceived health and work-related quality of life were measured using a semi-structured questionnaire. RESULTS: the WPA did not yield significant results on the levels of anxiety, depression, burnout or occupational stress. However, after the intervention, participants reported improved perceptions of bodily pain and feeling of fatigue at work. CONCLUSION: the WPA did not lead to beneficial effects on occupational stress and psychological variables, but it was well accepted by the nursing professionals, who reported improvement in perceptions of health and work-related quality of life.

ASSUNTO(S)

health sciences




Comentários