Diversificação e competitividade nas cooperativas agropecuárias

AUTOR(ES)
FONTE

Revista de Administração Contemporânea

DATA DE PUBLICAÇÃO

2004

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar a diversificação nas cooperativas agropecuárias e relacioná-la à melhoria da posição competitiva destas organizações. Como referencial teórico adotou-se a teoria do crescimento da firma, que fornece apoio à perspectiva da diversificação baseada no uso dos recursos. Utilizou-se o modelo econométrico Logit para determinar o impacto das variáveis associadas à decisão de diversificação. Para a coleta de dados utilizou-se a aplicação de questionários em amostra representativa de cooperativas distribuídas por diferentes regiões nos Estados de São Paulo e Minas Gerais. Os resultados indicaram que os condicionantes que se relacionam negativamente com a diversificação foram o resultado operacional por cooperado, o patrimônio total e o tipo de cooperativa. Por outro lado, aumentos na idade, no número de empregados e nas sobras operacionais influenciaram positivamente a diversificação nas cooperativas. Também se detectou correlação positiva entre a diversificação e as medidas de resultado e desempenho.

ASSUNTO(S)

diversificação cooperativas agropecuárias estratégia competitiva

Documentos Relacionados