Definição do escopo em projetos de desenvolvimento de produtos alimentícios: uma proposta de método

AUTOR(ES)
FONTE

Gest. Prod.Gestão & Produção

RESUMO

A concorrência gerada pela globalização e a busca por produtos que satisfaçam os consumidores faz parte da indústria de alimentos. Para tanto, os projetos de desenvolvimento de produtos são fundamentais para as empresas, uma vez que, em 2012, as indústrias de alimentos geraram produtos ao equivalente a 9,5% do PIB brasileiro e faturaram R$ 431,9 bilhões. O setor alimentício se tornou líder, em valor bruto, entre as indústrias de transformação do Brasil. Contudo, identifica-se significativa quantidade de projetos de desenvolvimento de produtos que falham por razões diversas: a) escopo mal definido; b) mudanças do escopo durante o projeto; c) aumento de custo do projeto; d) elevado tempo de projeto. A literatura pertinente a essa temática apresenta alguns modelos de desenvolvimento de produtos alimentícios. No entanto, não foca a definição de escopo, refletindo a informalidade dessa etapa em todo o processo. O objeto de pesquisa desta investigação é o escopo dos projetos de desenvolvimento de produtos para empresas da indústria alimentícia. Complementarmente à ciência tradicional, esta pesquisa não se limita à descrição, à explicação e à predição do fenômeno. A pesquisa avança para a proposição de um artefato que melhor trate do objeto de pesquisa. Por esta razão, para a realização deste trabalho, foi utilizada a Design Science Research como método de pesquisa. Como resultado, se propôs um artefato, especificamente um método para a definição do escopo de projetos de desenvolvimento de produtos alimentícios. O método proposto foi desenvolvido a partir da combinação e do refinamento de alguns passos: a) da pesquisa bibliográfica; b) da experiência prática; c) da pesquisa realizada com especialistas do setor de Pesquisa e Desenvolvimento de empresas da indústria alimentícia. O método e sua relevância para o setor de alimentos foram avaliados por especialistas, confirmando que, para uma definição adequada do escopo de projeto de desenvolvimento de produtos alimentícios, é necessário um processo sistemático, flexível e de visão sistêmica. A contribuição central deste trabalho é propor um método sistemático para definição do escopo de projetos de desenvolvimento de produtos alimentícios, algo aparentemente negligenciado pela literatura pertinente.

ASSUNTO(S)

engineering

Documentos Relacionados