2010-10

Influência da toxina botulínica tipo A na função lacrimal de pacientes com distonias faciais

OBJETIVO: Avaliar a influência da toxina botulínica na função lacrimal de pacientes com distonias faciais. MÉTODOS: Pacientes com diagnóstico de espasmo hemifacial ou blefaroespasmo essencial em atividade foram clinicamente avaliados e responderam questionário de desconforto ocular (OSDI) e foram submetidos aos testes de Schirmer I e basal, tempo de ruptura do filme lacrimal e clearance da lágrima para avaliação da função lacrimal. No dia seguinte, os pacientes receberam tratamento padronizado com toxina botulínica. O questionário e todos os exames iniciais foram repetidos 30 dia...

Texto completo
  • Assuntos:

    • Blefarospasmo
    • Espasmo hemifacial
    • Toxina botulínica tipo A
    • Distúrbios distônicos
    • Síndromes do olho seco
    • Drenagem
    • Lágrimas
    • Agentes neuromusculares
    • Questionários