Use of alloplastic meshes in abdominal wounds of rats with induced peritonitis

AUTOR(ES)
FONTE

ABCD, arq. bras. cir. dig.

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

Racional: O uso de telas inorgânicas historicamente é contra-indicado em paciente com infecções. Objetivo : Avaliar o comportamento e cicatrização de paredes abdominais com uso de telas de polipropileno após infecções intra-cavitárias. Método : Foram estudadas 20 ratas Wistar aleatoriamente divididas nos grupos Estudo (com peritonite) e Controle (sem peritonite). Um defeito na parede abdominal foi criado em todos os animais, onde foi aplicada tela de polipropileno. Foi feita avaliação da força de tensão com uso de tensiômetro, além de análise histológica da área cicatricial. Resultados : Observou-se maior adesividade da tela às paredes dos animais do grupo Estudo quando comparado ao grupo Controle. A análise histopatológica mostrou prevalência de tecido de granulação de acentuado à moderado em ambos os grupos, sem diferença significativa. Conclusão : O uso de telas inorgânicas nos defeitos da parede abdominal em ratos com peritonite induzida não mostrou resultado pior do que aquele obtido de animais sem infecção, tanto em relação à sua integração quanto ao tecido cicatricial no defeito da parede abdominal. Background : The use of alloplastic meshes has been historically contra-indicated in patients with infection. Aim : To evaluate the use of polypropylene meshes in the treatment of abdominal wall defects in rats with peritonitis. Methods : Twenty Wistar female rats were divided into two groups: induction of peritonitis (test group) and without peritonitis (control group). An abdominal wall defect was created in all animals, and polypropylene mesh was applied. The evaluation of the tensile strength of the mesh was carried out using tensiometer and microscopic analysis of the healing area was done. Results : More adhesion of the mesh to the rat abdominal wall was observed in test group. The histopathological analyses showed prevalence of moderate to accentuated granulation tissue in both groups, without significant differences. Conclusion : The use of the mesh coverage on abdominal wall defects of rats with induced peritonitis did not show worse results than its use in healthy animals, nor was its integration to the resident tissue any worse.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados