Tuber yield and economic result of ‘Atlantic’ potato in response to NPK fertilizer formulas

AUTOR(ES)
FONTE

Hortic. Bras.

DATA DE PUBLICAÇÃO

09/12/2019

RESUMO

RESUMO A aplicação usual de altas doses do fertilizante NPK 4-14-8 nos sulcos de plantio da cultura da batata, independentemente da fertilidade do solo ou das necessidades nutricionais da cultivar, tornou-se um paradigma no Brasil. Contudo, a fórmula 4-14-8 nem sempre atende as necessidades da cultura e pode desequilibrar a disponibilidade de nutrientes no solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar as produtividades de tubérculos e os resultados econômicos da batata cultivar Atlantic afetada por doses das fórmulas NPK 4-14-8 e 6-30-6 aplicadas no sulco de plantio. As doses de ambas as fórmulas NPK foram calculadas para atingirem doses de 210, 420 e 630 kg ha-1 de P2O5. Em cada uma das doses de P2O5, a fórmula 6-30-6 resultou em 30% menos N e 65% menos K2O no sulco de plantio do que a fórmula 4-14-8. Foi utilizado um delineamento em blocos casualizados, em esquema fatorial (2×3)+1, que incluiu um controle sem adubação no sulco, com três repetições. Apenas a utilização da fórmula 6-30-6 aumentou a produtividade total de tubérculos da cultivar Atlantic. A produtividade de tubérculos comercializáveis atingiu maior nível (29,8 t ha-1) com maior dose de P2O5 (440 kg ha-1) utilizando-se a fórmula 6-30-6 comparada com a fórmula 4-14-8. As doses e fórmulas de fertilizantes NPK não afetaram o peso específico dos tubérculos comercializáveis. Portanto, o uso de um fertilizante mais concentrado em P2O5 que favorece aportes menores de N e K (como a fórmula 6-30-6 estudada neste trabalho) proporciona menores custos, e maiores eficiência operacional e lucros em relação à fórmula 4-14-8 tradicionalmente usada na cultura da batata.ABSTRACT The usual application of high 4-14-8 NPK fertilizer rates in the potato planting furrows, independently of the soil fertility or nutritional cultivar requirements, has become a paradigm in Brazil. However, the 4-14-8 NPK formula does not always meet the crop needs, and can unbalance the availability of nutrients in the soil. The objective of this study was to evaluate the tuber yield and economic results of ‘Atlantic’ potato as affected by rates of 4-14-8 and 6-30-6 NPK formulas applied in the planting furrows. The rates of both NPK formulas were calculated to reach P2O5 rates of 210, 420, and 630 kg ha-1. At each P2O5 rate, the 6-30-6 formula resulted in less 30% N and 65% K2O in the planting furrow compared to 4-14-8 formula. A randomized complete block design in a factorial scheme (2×3)+1, including an unfertilized furrow control, with three replications was used. Only the use of 6-30-6 formula increased the total tuber yield of ‘Atlantic’ potato. The marketable tuber yield reached higher levels (29.8 t ha-1) with higher P2O5 rate (440 kg ha-1) using the 6-30-6 than 4-14-8 formula. The fertilizer rates and formulas NPK did not affect specific gravity of marketable tubers. Therefore, the use of a fertilizer more concentrated in P2O5 that favors smaller contributions of N and K (as the 6-30-6 formula studied in this work) provides lower costs, and greater operational efficiency and profits in relation to the 4-14-8 formula traditionally used for the potato crop.

Documentos Relacionados

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo