Tradução para o português, adaptação cultural e validação do Questionário de Avaliação de Próteses

AUTOR(ES)
FONTE

J. vasc. bras.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2015-06

RESUMO

CONTEXTO: Qualidade de vida tem sido a principal preocupação em pacientes com disfunção permanente.OBJETIVO: Traduzir, adaptar e validar uma versão Brasileira do Prosthesis Evaluation Questionnaire (PEQ).MÉTODOS: O questionário foi traduzido para o Português, retraduzido para inglês e adaptado culturalmente para a população brasileira. Sessenta e cinco amputados transtibiais unilaterais (45 homens, 20 mulheres, média de idade: 44 anos); 47 de etiologia traumática, 14 vascular e 4 de outras causas, todos protetizados, foram entrevistados duas vezes no mesmo dia e no intervalo de 15 dias. A versão brasileira do SF 36 (Medida de Qualidade de Vida genérica) e MIF (Medida de Independência Funcional) foram aplicadas.RESULTADOS: A consistência interna de 9 escalas da PEQ foi testada pelo coeficiente Alpha de Cronbach (0,65-0,89; valores altos). O teste T de Student foi usado para a avaliação interobservadores (0,35-0,84; valores de confiança, exceto para Escala de Saúde do Membro Residual) e para o Coeficiente de Correlação Intraclasses (ICC), que variou de 0,65 a 0,92, valores de confiança. O teste T de Student foi usado durante a avaliação intraobservadores (0,42-0,83; exceto para Escala de Saúde do Membro Residual) e o ICC também (0,80-0,94), ambos valores de confiança. A correlação entre PEQ, SF 36 e MIF foi testada pelo coeficiente de correlação de Pearson e foi estatisticamente insignificante (p>0,01).CONCLUSÃO: A versão brasileira da PEQ tem alta consistência interna e é uma medida de qualidade de vida confiável para pacientes amputados, mas não mostrou associação com SF 36 e MIF.

ASSUNTO(S)

qualidade de vida amputação extremidade inferior

Documentos Relacionados

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo