Sais de ferro e vitaminas: uso, aquisição e fontes de obtenção para crianças brasileiras

AUTOR(ES)
FONTE

Cad. Saúde Pública

DATA DE PUBLICAÇÃO

06/09/2018

RESUMO

O estudo teve como objetivo verificar a prevalência do uso, aquisição e fontes de saís de ferro e vitaminas para crianças entre 0 e 12 anos de idade no Brasil. Foi realizado um estudo transversal de base populacional (Pesquisa Nacional sobre Acesso, Utilização e Promoção do Uso Racional de Medicamentos - PNAUM), incluindo 7.528 crianças até 12 anos de idade. As informações foram obtidas através de questionários respondidos pelos pais ou responsáveis, sobre o uso de sais de ferro e vitaminas nos 15 dias anteriores à entrevista; formas de financiamento e fontes de aquisição, características sociodemográficas e presença de doenças crônicas. Foram realizadas análises descritivas e bivariadas, e as principais variáveis foram expressas como frequências relativas com intervalos de 95% de confiança (IC95%). A prevalência do uso de sais de ferros foi 1,6% (IC95%: 1,2-2,1), com prevalência maior entre crianças com menos de 1 ano de idade (8,5%; IC95%: 6,3-11,5) e residentes da Região Sudeste (2,3%; IC95%: 1,5-3,4). A prevalência do uso de vitaminas foi 4,8% (IC95%: 4,2-5,6), com prevalência maior entre crianças com menos de 1 ano (24,3%;IC95%: 20,3-28,7) e residentes da Região Norte (8,6%; IC95%: 6,2-11,7). A aquisição ocorreu por reembolso direto em 41,6% (IC95%: 27,9-56,7) dos sais de ferro e em 82,4% (IC95%: 76,3-87,2) das vitaminas. Os sais de ferro foram adquiridos predominantemente através das farmácias do SUS (51,5%; IC95%: 36,4-66,4), e as vitaminas em farmácias comerciais (80,6%; IC95%: 77,4-85,6). Os resultados sugerem que o uso de sais de ferro na população pediátrica brasileira é por baixo, com uma redução no uso conforme aumenta a idade da criança, além de diferenças regionais e aquisição gratuita, predominantemente do SUS.

ASSUNTO(S)

pré-escolar sais de ferro vitaminas uso de medicamentos fatores socioeconômicos

Documentos Relacionados

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo