Relative Competitiveness of Common Bean Cultivars in Coexistence with Volunteer Corn

AUTOR(ES)
FONTE

Planta daninha

DATA DE PUBLICAÇÃO

17/10/2019

RESUMO

RESUMO: Objetivou-se com este estudo avaliar a competitividade relativa de dois cultivares de feijão-comum em convivência com milho voluntário emergindo em diferentes épocas, em diferentes proporções de plantas na associação. Primeiramente, tanto para o feijão como para o milho voluntário, determinou-se a população de plantas em que a produção final de biomassa seca se torna constante (24 plantas vaso-1). Posteriormente, instalou-se um experimento em esquema fatorial 2x2x5, envolvendo dois cultivares de feijão-comum (IPR Gralha e Fepagro Triunfo), duas épocas de emergência das plantas de milho voluntário (-7 e 0 dias em relação ao feijão) e cinco proporções de plantas na associação (100:0, 75:25, 50:50, 25:75 e 0:100), em delineamento inteiramente casualizado com cinco repetições. Aos 35 dias após a emergência do feijão, aferiram-se as medições de altura de planta, área foliar e biomassa seca da parte aérea de ambas as espécies. A análise da competitividade foi efetuada por meio de diagramas aplicados a experimentos substitutivos e uso de índices de competitividade relativa. A estatura das cultivares de feijão é reduzida quando o milho voluntário emerge nas maiores proporções e antecipadamente. A emergência antecipada do milho voluntário reduz a área foliar de ambas cultivares de feijão, enquanto que a emergência simultânea reduz somente para área foliar da cultivar Triunfo. A biomassa da matéria seca é reduzida em função da competição do milho emergido antes do feijão, sendo que a cultivar Gralha é mais tolerante. Desta forma, verifica-se a importância da semeadura do feijão em área livre de infestação de plantas de milho voluntário.ABSTRACT: This study evaluated the relative competitiveness of two common bean cultivars in coexistence with volunteer corn emerging at different times in different proportions of plants in the association. Firstly, for both beans and volunteer corn, the plant population was determined in which the final production of dry biomass becomes constant (24 plants pot-1). A completely randomized experiment design, with five replicates, was carried out in a 2×2×5 factorial scheme, involving two common bean cultivars (IPR Gralha and Fepagro Triunfo), two emergence times of volunteer corn plants (-7 and 0 days in relation to beans) and five proportions of plants in the association (100:0, 75:25, 50:50, 25:75 and 0:100). At 35 days after bean emergence, measurements of plant height, leaf area and dry biomass of the aerial part of both species were measured. The competitiveness analysis was evaluated through diagrams applied to substitutive experiments and the use of relative competitiveness indices. The height of bean cultivars is reduced when volunteer corn emerges at the highest proportions and in advance. Early emergence of volunteer corn reduces leaf area from both bean cultivars while simultaneous emergence only reduces the leaf area of Triunfo. The dry matter biomass is lowered, due to the competition of the corn emerged before the bean, and the cultivar Gralha is more tolerant. In this way, the importance of the bean sowing in an area free from infestation of volunteer corn plants is verified.

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

TCC Pronto e Gratuito? Sério mesmo? Você acredita em almoço de graça? Comprar um TCC Pronto? Fazer o Próprio TCC? Você ainda tem dúvidas como essas? Você PRECISA ver este Artigo com Urgência! Neste artigo você encontrará: TCC Pronto e Gratuito Comprar TCC Pronto É só me corrigir se eu estiver errado, mas as pessoas Adoram Atalhos, certo? O problema é que, muitas vezes, ATALHOS São ARMADILHAS DISFARÇADAS. Então, se você quer Fugir das Armadilhas e quer saber a Verdade sobre TCC Pronto, TCC Pronto e Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo