ReduÃÃo de proteÃna bruta em raÃÃes para suÃnos machos castrados na fase inicial, submetidos a diferentes condiÃÃes tÃrmicas / Crude protein reduction in feed for barrows in the initial phase, under different thermal conditions

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

24/08/2012

RESUMO

Este trabalho teve por objetivo estudar a reduÃÃo da proteÃna bruta de raÃÃes sobre o balanÃo de nitrogÃnio, parÃmetros sanguÃneos, fisiolÃgicos e pH urinÃrio de suÃnos machos castrados na fase inicial, em condiÃÃo de estresse (28,77˚C) e conforto tÃrmico (18,13˚C). Para o experimento foram utilizados 32 suÃnos machos castrados em fase inicial, com massa corporal mÃdia inicial de 18,5 Â 0,73kg. Os animais foram distribuÃdos em dois experimentos em duas condiÃÃes de ambiente (estresse e conforto tÃrmico) em um delineamento experimental de blocos com quatro nÃveis decrescentes de proteÃna bruta (20,5, 19,4, 18,3 e 17,2%) com quatro repetiÃÃes, totalizando 16 parcelas em cada experimento. Cada parcela experimental constou de um animal, totalizando 32 animais. Os parÃmetros analisados foram nitrogÃnio ingerido, excretado nas fezes e na urina, absorvido, retido, retido/absorvido, excreÃÃo total, utilizaÃÃo lÃquida de proteÃna (ULP), colesterol, triglicerÃdeos, glicose, urÃia, creatinina no plasma sanguÃneo, pH da urina, frequÃncia respiratÃria, temperatura retal e corporal. Em condiÃÃo de estresse tÃrmico, a reduÃÃo do teor de proteÃna bruta da raÃÃo diminuiu o nitrogÃnio excretado na urina, a excreÃÃo total e o triglicerÃdeo plasmÃtico de suÃnos em crescimento. Para condiÃÃo de conforto tÃrmico os suÃnos em crescimento apresentaram maiores valores de nitrogÃnio ingerido, absorvido, retido, bem como, de urÃia plasmÃtica. A superfÃcie de resposta para temperatura retal, temperatura corporal e frequÃncia respiratÃria aumentaram em funÃÃo do ITGU e diferentes horÃrios de observaÃÃo, sendo mais evidente em condiÃÃo de conforto tÃrmico

ASSUNTO(S)

bioclimatologia frequÃncia respiratÃria parÃmetros sanguÃneos temperatura retal metabolismo de nitrogÃnio bioclimatology respiratory rate blood parameters rectal temperature nitrogen metabolism producao animal

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo