Qual a eficácia da imunoterapia em pacientes com quadros alérgicos?

DATA DE PUBLICAÇÃO

30/06/2010

RESUMO

A imunoterapia envolve a administração de quantidades progressivamente maiores de alérgenos específicos em pacientes com alergias mediadas por IgE até que uma dose eficaz seja alcançada.
Os principais objetivos da imunoterapia são reduzir as respostas a gatilhos alérgicos que precipitam sintomas a curto prazo, reduzir a resposta inflamatória e prevenir o desenvolvimento de doença persistente a longo prazo. A imunoterapia é segura e se mostrou eficaz no tratamento da rinite alérgica, conjuntivite alérgica, asma e reações alérgicas a picadas de insetos (1).
A imunoterapia não é eficaz no tratamento da dermatite atópica, urticária ou cefaleia e é potencialmente perigosa se usada para tratar alergias alimentares ou a antibióticos devido ao risco elevado de anafilaxia (1).
Na presente revisão, não foram encontrados estudos com bom rigor metodológico e resultados significativos que avaliassem o uso da imunoterapia no tratamento de outras doenças alérgicas dermatológicas. Mais estudos são necessários.

ASSUNTO(S)

imunoterapia/22074 hipersensibilidade respiratória rinite alérgica perene/terapia

Documentos Relacionados