Qual a conduta para um caso de hanseníase paucibacilar tratada por nove meses, sem êxito?

DATA DE PUBLICAÇÃO

03/06/2015

RESUMO

Quando se refere que não houve êxito no tratamento, presume-se que o paciente mantém sinais e/ou sintomas que levaram ao diagnóstico da doença. Assim, é possível que se trate de um quadro de recidiva ou, mais frequentemente, de um estado reacional ao tratamento.

É muito importante diferenciar um quadro de estado reacional de um caso de recidiva. No caso de estados reacionais a pessoa deverá receber tratamento antirreacional, sem reiniciar, porém, o tratamento poliquimioterápico (PQT). No caso de recidiva, o tratamento PQT deve ser reiniciado de forma integral, conforme a classificação operacional em Pauci ou Multibacilar (1).

ASSUNTO(S)

hanseníase prevenção secundária

Documentos Relacionados