Proteção: dimensão do cuidado em famílias rurais assentadas

AUTOR(ES)
FONTE

Esc. Anna Nery

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-09

RESUMO

Objetivou-se conhecer as práticas de cuidado em saúde desenvolvidas por uma comunidade rural assentada na região noroeste do Rio Grande do Sul, Brasil. Método: Pesquisa qualitativa de vertente etnográfica, utilizando-se o guia habilitador Observação-Participação-Reflexão e entrevista semiestruturada. A análise dos dados ocorreu com base no guia de análise de dados da etnoenfermagem. Resultados: Demonstrou-se que o cuidado encontra-se, culturalmente, definido e significa proteção, seja no sistema de cuidado genérico ou profissional. No cuidado genérico, a proteção torna-se uma ferramenta de sobrevivência das famílias e no cuidado profissional abrange ações de apoio e assistência para melhorar o seu bem-estar. Conclusão: Evidencia-se que as práticas de cuidado em saúde articulam os sistemas de cuidado popular e profissional, o que indica como necessária a aproximação dos saberes para permitir à enfermagem realizar um cuidado congruente com a cultura. Objective: To know the health care practices developed by a rural community settled in the northwest area of Rio Grande do Sul, Brasil. Methods: Ethnographical based qualitative research, with the use of the Observation-Participation-Reflection Model, and semi structured interviews. Data analysis was performed based on the ethno-nursing analysis guide. Results: It was established that care is culturally defined, and it means protection, both in generic and professional care systems. As to generic care, protection becomes a families' survival tool; in professional care, it means support and assistance actions, aiming to improve families' welfares. Conclusion: It is evidenced that health care practices articulate both popular and professional care systems, pointing to a necessary knowledge approximation to allow nursing to accomplish a kind of care which is congruent with culture.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados