Processamento de raÃÃes e utilizaÃÃo de complexo multienzimÃtico na produÃÃo de juvenis de TilÃpia do Nilo (Oreochromis niloticus) / Diet processing and enzimatic complex utilization in Nile tilapia culture (Oreochromis niloticus)

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2008

RESUMO

Foram conduzidos dois experimento objetivando avaliar o processamento de dietas e a inclusÃo de um complexo enzimÃtico (CenzimeÂ) sobre o desempenho produtivo, composiÃÃo bromatolÃgica da carcaÃa e qualidade da Ãgua de exemplares juvenis de tilÃpia do Nilo (Oreochromis niloticus). O primeiro experimento foi conduzido visando avaliar o desempenho e a composiÃÃo de carcaÃa de juvenis de tilÃpia do Nilo, alimentados com dietas fareladas, peletizadas e extrusadas. Foram utilizados 360 peixes revertidos (1,47Â0,05g). Os peixes foram distribuÃdos em 18 tanques (500L cada) em um delineamento inteiramente casualizado, com 20 peixes por unidade experimental. Os peixes foram alimentados com dietas farelada, peletizada e extrusada, contendo 30% de proteÃna digestÃvel e 3145kcal/kg de energia digestÃvel. No segundo experimento foi avaliada a inclusÃo de um complexo enzimÃtico (CenzimeÂ) em dietas sobre o desempenho produtivo, qualidade da Ãgua e composiÃÃo da carcaÃa dos juvenis de tilÃpia do Nilo (Oreochromis niloticus). Neste experimento foram utilizados 200 alevinos revertidos (14,57Â1,24g), distribuÃdos em um delineamento inteiramente casualizado com quatro tratamentos e cinco repetiÃÃes, distribuÃdos em 20 tanques (500L cada). Os peixes foram alimentados com raÃÃes contendo diferentes nÃveis de inclusÃo (0; 0,033; 0,066 e 0,099%) de complexo enzimÃtico (CenzymeÂ) composto por amilase, protease, celulase, lipase, pectinase, xilanase, β-glucanase e fitase. As dietas foram formuladas com 30% de proteÃna digestÃvel e 3100 kcal de energia digestÃvel/kg. Os peixes foram arraÃoados quatro vezes ao dia atà a saciedade. No experimento 1, foram observadas mÃdias superiores (P<0,05) de ganho de peso para os peixes que receberam raÃÃes extrusadas e peletizadas e a conversÃo alimentar aparente e eficiÃncia alimentar foram melhores para a dieta extrusada. NÃo foi observada diferenÃa para a composiÃÃo corporal. Os peixes alimentados com raÃÃes peletizadas e extrusadas apresentaram maior teor de extrato etÃreo na carcaÃa. No experimento 2, a inclusÃo de complexo enzimÃtico nÃo influenciou no fÃsforo total, amÃnia e nitrato da Ãgua de cultivo. NÃo foram observadas diferenÃas (P<0,05) ganho de peso, sobrevivÃncia e crescimento especÃfico. O consumo da dieta, a conversÃo alimentar e eficiÃncia alimentar apresentaram diferenÃas (P<0,05) entre os nÃveis de inclusÃo do complexo enzimÃtico (CenzymeÂ). A composiÃÃo bromatolÃgica da carcaÃa nÃo apresentou diferenÃa (P>0,05) com exceÃÃo do extrato etÃreo, que reduziu com o aumento de inclusÃo do complexo enzimÃtico. Portanto, as dietas peletizada ou extrusada proporcionam melhor desempenho e conversÃo alimentar. A inclusÃo de 0,066% do complexo enzimÃtico (CenzymeÂ) na dieta de juvenis de tilÃpia do Nilo melhora o desempenho produtivo.

ASSUNTO(S)

desempenho produtivo enzymes fish nutrition. enzimas manejo alimentar qualidade de Ãgua diet management water quality piscicultura nutriÃÃo de peixes fish nutrition

Documentos Relacionados

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo