Prevalência de uso de tabaco e de álcool em universitários da área da saúde : um estudo em Porto Velho, Rondônia, Amazônia Ocidental

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2009

RESUMO

A utilização de derivados de tabaco e de bebidas alcoólicas é um dos maiores problemas de saúde pública na atualidade e tem causado preocupação e demandado esforços das autoridades políticas e da saúde para o seu controle. O quadro se agrava quando a abordagem incide sobre os universitários da área da saúde. Com o objetivo de avaliar o uso de tabaco e álcool em universitário da área da Saúde na cidade de Porto Velho considerando o perfil e a dimensão do fenômeno nesta população utilizou-se desenho de estudo do tipo transversal descritivo, com dados coletados por meio de instrumental construído a partir de testes mundialmente conhecidos, amplamente utilizados e validados nacionalmente, o Questionário de Tolerância de Fagerström, para reconhecer o grau de envolvimento com o tabaco, e o AUDIT - Teste de Identificação de Distúrbio de Uso do Álcool, juntamente com dados sociodemográficos e outros questionamentos relacionados às variáveis estabelecidas. Os resultados encontrados foram as prevalências para o uso de tabaco na vida e no período da pesquisa de 47,6% e 39,5% respectivamente, de 58,9% e 57,2% para o álcool e 40,3% e 32,2% para os que consomem ambas as substâncias. A magnitude do fenômeno na população masculina compreende para o tabaco 43% para o uso na vida e 32,1% para o uso atualmente e na população feminina 52,3% para o uso na vida e 47% para o uso atualmente. Para o álcool o fenômeno atinge a população masculina na proporção de 54,1% para o uso na vida e 53,2% para o uso no momento da pesquisa e a população feminina 63,6% para o uso na vida e 61,3% para o uso atualmente. Entre as características avaliadas na composição do perfil epidemiológico desta população destaca-se ser jovem, entre 21 a 23 anos (32,4% para o tabaco e 39% para o álcool), estar cursando os três primeiros anos do ensino superior (75,3% para o tabaco e 76,8% para o álcool), ser solteiro (68,2% para o tabaco e 76,1% para o álcool), sem filhos (78,7% para o tabaco e 76,1% para o álcool) e morar com os pais (56,2% para o tabaco e 72% para o álcool) que custeiam todas as despesas, inclusive as oriundas do consumo do tabaco e de álcool, pais estes com ensino superior completo (49,2% para o tabaco e 52,7% para o álcool). Estes jovens têm influência dos grupos sociais (família de 40,7% para o álcool e amigos de 41,9% para o álcool e 47,1% para o tabaco) na adoção de comportamentos e atitudes com relação ao consumo. Concluise que o consumo de tabaco e de álcool apresentaram-se maiores na população feminina nesta população e as prevalências encontradas para o uso de tabaco na vida e atualmente são superiores às encontradas em outras pesquisas para ambos os gêneros. Para o álcool, as prevalências para o uso na vida em ambos os gêneros e para o uso atualmente no gênero masculino são inferiores, enquanto que, para o uso atualmente no gênero feminino são similares às encontradas em pesquisas realizadas em outras localidades. Diante do constatado recomenda-se a realização de novos estudos considerando variáveis culturais assim como a adoção de medidas em diferentes âmbitos no intuito de minimizar os problemas advindos da dependência ou do comprometimento da saúde causados pelo uso prolongado destas substâncias.

ASSUNTO(S)

prevalence college students of the area of health álcool prevalência alcohol universitários da área da saúde tabaco tobacco ciencias da saude

Documentos Relacionados

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo