Potenciais evocados auditivos de tronco encefálico com estímulo de fala no transtorno do processamento auditivo

AUTOR(ES)
FONTE

Brazilian Journal of Otorhinolaryngology

DATA DE PUBLICAÇÃO

2009-06

RESUMO

Embora o uso clínico do estímulo clique na avaliação da função auditiva no tronco encefálico já esteja bastante difundido e uma variedade de pesquisas use tal estímulo no estudo da audição humana, pouco se sabe a respeito do processamento auditivo de estímulos complexos como a fala. OBJETIVO: O presente estudo buscou validar o estímulo de fala como método efetivo de avaliação do processamento auditivo da fala. CASUÍSTICA E MÉTODO: Neste estudo clínico prospectivo, 20 sujeitos portadores de transtorno do processamento auditivo (TPA - grupo estudo) e 20 sujeitos com desenvolvimento típico (DT - grupo controle) foram testados quanto aos Potenciais Evocados Auditivos de Tronco Encefálico para estímulo clique e para estímulo de fala, o qual consiste dos primeiros 40ms da sílaba narrada /da/. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças significantes entre os grupos nas respostas para o estímulo clique. Já para estímulo de fala o grupo TPA apresentou latências atrasadas e amplitudes diminuídas em relação ao grupo DT. CONCLUSÃO: O estímulo de fala se mostrou mais sensível para a avaliação do transtorno do processamento auditivo, evidenciando possíveis alterações quanto à sincronia e quanto à velocidade dos impulsos neurais no processamento da fala, principalmente quanto às informações linguísticas da mesma.

ASSUNTO(S)

percepção da fala potenciais evocados auditivos transtornos da percepção auditiva

Documentos Relacionados