PolÃticas pÃblicas de avaliaÃÃo: a avaliaÃÃo externa e a realidade educacional da microrregiÃo de JanuÃria-MG

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2010

RESUMO

A presente pesquisa fundamenta-se na literatura sobre polÃticas pÃblicas de avaliaÃÃo, qualidade de ensino e avaliaÃÃo externa e teve por objetivo identificar como a implementaÃÃo de polÃticas pÃblicas relacionadas à avaliaÃÃo externa à compreendida por profissionais da educaÃÃo de algumas escolas da microrregiÃo de JanuÃria-MG. Localizada ao Norte de Minas Gerais, JanuÃria à pÃlo de uma SuperintendÃncia Regional de Ensino que abrange 19 municÃpios com caracterÃsticas semelhantes no que se refere Ãs desigualdades sÃcio-econÃmicas e educacionais. Essa regiÃo vem apresentando os piores desempenhos educacionais diagnosticados pelas avaliaÃÃes externas, desde 1992. A partir de 2003, foram implementadas novas polÃticas pÃblicas na educaÃÃo. Em 2007/2008, a avaliaÃÃo externa realizada pelo Programa de AvaliaÃÃo da AlfabetizaÃÃo - PROALFA - revelou que o desempenho dos alunos da regiÃo de JanuÃria melhorou significativamente, embora nÃo de modo regular para todas as escolas (introduzindo reflexÃes fundantes: Por que escolas com caracterÃsticas âsemelhantesâ com relaÃÃo à localizaÃÃo, espaÃo, nÃmero de alunos e professores apresentam resultados diferentes nas avaliaÃÃes externas? Que efeitos esta avaliaÃÃo externa tem produzido no cotidiano escolar? Como os profissionais da educaÃÃo destas escolas compreendem e avaliam a implementaÃÃo de polÃticas pÃblicas na microrregiÃo de JanuÃria?) Esta investigaÃÃo baseou-se numa abordagem qualitativa; para coleta de dados, foram utilizadas a pesquisa com base documental e entrevistas com 21 profissionais da educaÃÃo. Como resultado, verificou-se que os profissionais da educaÃÃo evidenciam implicaÃÃes das avaliaÃÃes externas no trabalho pedagÃgico como: processo tenso, exigente e angustiante; processo de adoecimento dos profissionais em funÃÃo da pressÃo por melhoria de desempenho; direcionamento da atual prÃtica pedagÃgica em funÃÃo dos resultados; resistÃncias à implementaÃÃo de polÃticas pÃblicas relacionada à avaliaÃÃo externa; ajudam na intervenÃÃo pedagÃgica, porÃm apresentam problemas quanto a sua operacionalizaÃÃo. Verificou-se, ainda, que os profissionais tÃm visÃes parciais, fragmentadas, nÃo conseguindo sistematizar a complexidade e os limites das avaliaÃÃes externas e suas repercussÃes na prÃtica educativa.

ASSUNTO(S)

external evaluation polÃticas pÃblicas de avaliaÃÃo education at januÃria evaluational public policies qualidade de ensino educaÃÃo em januÃria-mg teaching quality avaliaÃÃo externa educacao

Documentos Relacionados