Physiological and vegetative behavior of banana cultivars under irrigation water salinity

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. bras. eng. agríc. ambient.

DATA DE PUBLICAÇÃO

20/12/2019

RESUMO

RESUMO Objetivou-se neste trabalho avaliar o efeito de níveis de salinidade da água de irrigação na fisiologia e crescimento durante a fase vegetativa em cultivares de bananeira. O experimento foi conduzido utilizando delineamento inteiramente casualizado em esquema de parcelas subdivididas, com quatro níveis de salinidade da água de irrigação (0,5; 2,0; 3,0 e 4,0 dS m-1) e quatro cultivares de bananeira (Prata Anã, BRS Platina, Princesa e Pacovan) com três repetições. Foram realizadas as seguintes avaliações: condutância estomática, transpiração, conteúdo relativo de água na folha, pressão de turgescência das folhas e teor de prolina, aos 150 dias após o transplantio, e altura de planta, diâmetro de caule e área foliar. Todas as variáveis avaliadas apresentaram sensibilidade ao aumento do nível de salinidade da água. Os resultados de extração de água do solo, conteúdo relativo de água, pressão de turgescência e o teor de prolina na folha diferiram (p ≤ 0.05) entre as cultivares. As cultivares Prata Anã e BRS Platina apresentaram menor sensibilidade, enquanto a Pacovan e BRS Princesa maior variação na extração de água do solo e no conteúdo relativo de água na folha com o aumento da salinidade da água de irrigação (condutividade elétrica) sendo consideradas as de maior sensibilidade à salinidade nesse estudo. O crescimento da bananeira como consequência dos efeitos na fisiologia foi inibido pelo incremento da salinidade, principalmente na cultivar BRS Princesa.ABSTRACT The purpose of the study was to evaluate the effect of salinity levels of irrigation water on physiology and growth of banana cultivars during the vegetative stage. The experiment was carried out following a completely randomized design in split plots, with four levels of salinity in irrigation water (0.5, 2.0, 3.0 and 4.0 dS m-1) and four banana cultivars (Pacovan, Prata Anã, BRS Platina and Princesa) with three repetitions. Stomatal conductance, transpiration, relative water content, leaf water potential and proline concentration were evaluated at 150 days after transplanting (DAT), besides plant height, stem diameter and leaf area. All variables showed sensitivity to the increase of salinity level of irrigation water. The results of soil water extraction, relative water content in leaf (RWC), leaf water potential and proline content differed (p ≤ 0.05) among the cultivars. Prata Anã and BRS Platina cultivars were the ones with lowest sensitivity, while Pacovan and BRS Princesa cultivars showed larger variation of soil water extraction and RWC with the increase in irrigation water salinity (electrical conductivity), being considered the ones of highest sensitivity to salinity in this study. Banana crop growth as a consequence of physiological effects was inhibited by the increase in water salinity, mainly in “BRS Princesa” cultivar.

Documentos Relacionados