PENSAMENTO SIMBÓLICO E NOTAÇÃO MUSICAL / SYMBOLIC THOUGHT AND MUSICAL NOTATION

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2009

RESUMO

Esta dissertação visa caracterizar a notação musical enquanto sistema representacional em que opera um tipo de pensamento simbólico. Nesse sentido, as operações realizadas nessa notação são entendidas como pura manipulação de signos, sem a necessária consideração do designado. Entretanto, essa caracterização se defronta com a pergunta pela possibilidade do pensamento simbólico. Tal questão pode ser formulada à seguinte maneira: como é possível garantir a correção dos resultados obtidos pela manipulação simbólica, enquanto pura manipulação de signos sem atenção aos significados? Com vistas a oferecer uma resposta consistente a essa pergunta, recorre-se à noção leibniziana de pensamento (ou conhecimento) cego ou simbólico, e a certas funções a ela associadas. A partir de um exame de três funções exercidas pelos signos a saber, função de sub-rogação, função de cálculo e função ectética bem como de uma análise dos elementos básicos da notação musical tradicional, busca-se caracterizar o pensamento musical como um tipo de operação puramente formal. Isso pode ser observado pela atenção ao caráter estrutural da própria música ocidental, em que noções como a de Escala e a de ritmo são entendidas como modos de organização formal nas quais opera um certo tipo de cálculo. Assim, os signos da notação musical não executam simplesmente a função de substituir imagens acústicas, mas exibem ou tornam visíveis certos aspectos estruturais dessas imagens. Ora, essa exibição é atribuída também, em diferentes sentidos, a outros sistemas representacionais, como os diagramas, algumas linguagens artificiais e até mesmo algumas formas alternativas de simbolismo musical, como os chamados grafismos, propostos por compositores do século XX. Nessa perspectiva, a estratégia aqui empregada passa pela comparação entre a notação musical tradicional e diferentes formas de representação, buscando identificar essa notação como um tipo de representação ectética. Como conclusão, caracteriza-se a notação musical como elemento constitutivo da própria música, e não simplesmente como um código secundário.

ASSUNTO(S)

leibniz, signs leibniz notação musical symbolic thought filosofia pensamento simbólico formalism signos musical notation

Documentos Relacionados

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo