Ontem e hoje : percurso linguistico dos pomeranos de Espigão D Oeste-RO

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

1996

RESUMO

A comunidade de Pomeranos, objeto desta pesquisa, é constituída por 70 (setenta) famílias que pertencem à Linha Figueira, quilômetro 19 e 21, na divisa do Município de Cacoal e Espigão D Oeste, em Rondônia. É uma comunidade formada por descendentes de imigrantes que vieram da antiga Pomerânia (hoje, parte pertencente à Alemanha e parte à Polônia), para o Brasil, no fim do século passado (1870). A grande maioria dos primeiros pomeranos imigrados veio para o Espírito Santo e outros se deslocaram pelo Brasil. Várias famílias desses pomeranos que estavam no Espírito Santo, nos anos setenta (70) se estabeleceram em Rondônia. Por se terem mantido unidos, os pomeranos conservaram muitas de suas tradições, como a religião Luterana e muitos dos seus costumes de alimentação, arquitetura residencial. As festas tradicionais, como o casamento, representam um dos aspectos melhor preservado da cultura de origem. A comunidade de pomeranos conseguiu manter, durante algum tempo, em Espigão D Oeste, um certo isolamento geográfico e cultural, porém, a migração para Rondônia acabou promovendo um processo de aculturação com reflexos no campo social, religioso, cultural e linguístico. A língua pomerana ainda é a língua da vida tradicional do grupo, utilizada no convívio diário entre seus membros e na prática de suas atividades econômicas e culturais. Mas, aos poucos, a língua portuguesa começa a penetrar na comunidade e podemos afirmar que os pomeranos de Espigão D Oeste sofrem um processo de mudança linguística. A situação de contato linguístico com a sociedade regional provocou uma alteração na posição da língua pomerana dentro da comunidade em função da introdução da língua portuguesa. Este estudo apresenta a história desses pomeranos, destaca usos e costumes e tem como objetivo principal a história do percurso linguístico dessa comunidade, contemplando, particularmente, os fatores sócio-linguísticos de tal percurso. A investigação do percurso linguístico dessa comunidade parte de dados de sua história, procurando entender as mudanças softidas ao longo do tempo. Ao lado disso descreve a situação linguística atual da comunidade, considerando-se sua organização sócio-cultural e suas relações com a sociedade regional envolvente

ASSUNTO(S)

cultura sociolinguistica bilinguismo

Documentos Relacionados

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo