Neuroticismo, emoções e comportamentos de risco em usuários de um ambulatório de saúde mental

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2009

RESUMO

The aim of this study was to analyze the relationship between negative emotive state, a personality trace called neuroticism and intention to be engaged in risk behaviors in a sample from patients in psychiatric and/or psychological treatment in a Mental Health Public Service in Uberlândia-MG. Twenty people participated to the search and they showed several risk behaviors: suicide attempts, alcohol and drugs abuse, aggressively and so one. Participants showed the following personality diagnostics: personality disorders , humor disorders, alcohol and drugs dependence, obsessive compulsive disorders and anxiety problems. The participants answered three instruments: two scales (Neuroticism/Emotional Adjustment Factorial Scale and Risk Behavior Scale) as well descriptive reports on risk behavior (scripts). The instruments set was applied in the Basic Health Unit, after voluntary accepting and signing the Term of Free and Informed Consent. After the data collection, descriptive and correlation analysis were performed. Results showed that most participants presented neuroticism level over the pattern, specifically in vulnerability, anxiety and depression dimensions . Women showed depression scores a little higher than men (M=34,19). Among the types of risk behavior (health, social, legal/ethic and financial ones), the intention to be engaged in social risk behaviors was the most frequent among the participants. Social, health and legal/ethic risk behaviors showed positive significant relation to psychosocial maladjustment and anxiety dimensions. Health risk behavior showed negative relation to vulnerability and depression dimensions. Social risk behavior related negatively to vulnerability and age dimensions. Angry was the only emotion that was positively and significantly related to intentions to show social and health/physical integrity risk behaviors. This study allowed to verify in preliminary how neuroticism, as one of the dimensions of human personality, is related to risk behaviors and to emotions of psychiatric and psychological treatment. These results are important to prevention and intervention programs, which must consider risk multidimensional nature and peculiarities that neuroticism imposes the risk behavior intention.

ASSUNTO(S)

comportamento humano emotions emoções neuroticismo risk behavior personalidade psicologia comportamento de risco neuroticism

Documentos Relacionados

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo