Modelagem Matemática e Simulação Computacional de Escoamentos Bifásicos com a Presença de Surfactante Insolúvel / Mathematical Modeling and Computational Simulation of two-phase ows with Insoluble Surfactant

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2010

RESUMO

Quando se trata de escoamentos bifásicos, torna-se inevitável falar de surfactantes. Surfactantes são agentes ativos de superfície que podem estar presentes em sistemas, tanto na forma de impurezas quanto na forma de substâncias químicas adicionadas propositalmente _a misturas para controlar efeitos físicos interfaciais. Os surfactantes são amplamente usados em numerosas aplica _c~oes de engenharia, como por exemplo, eles são usados na produção de emulsões, ou para manipular bolhas e gotas em microcanais, para estabilizar gotas suspensas em um meio imiscível, também usados no processo de purificação de _água, etc. As funções principais do surfactante são diminuir a tensão superficial e prevenir a coalescência. A presença destes agentes ativos pode afetar criticamente a dinâmica interfacial dos escoamentos bifásicos. Surfactantes aderidos _a interface resultam em uma diminuição não uniforme de tensão superficial, isso torna a força de capilaridade não linear a introduz a força de Marangoni. Utilizando o método Front-Tracking e malhas adaptativas refinadas localmente, o presente trabalho tem como objetivo estudar o efeito de surfactantes insolúveis em escoamentos interfaciais bidimensionais. O surfactante dito insolúvel _e aquele que se mantém na interface e não há uxo de massa de surfactante entre a interface e o ruido ambiente. Portanto, o transporte de surfactante _e feito somente sobre a interface e para tal, a equação de transporte para a concentração de surfactante _e resolvida na malha lagrangiana. As implementações foram feitas no código AMR2D desenvolvido por Villar (2007). Num primeiro momento, fez-se a validação do código numérico através de uma expressão desenvolvida para o cálculo do coeficiente de arrasto para bolhas bidimensionais, onde são comparados os resultados numérico e analítico. Fez-se também a verificação das implementações feitas, sobre a equação de surfactante, por intermédio da análise de convergência por referência de malha. Buscando fazer a comparação entre interface limpa e contaminada, simulou-se uma e duas bolhas imersas em um escoamento cisalhante com o interesse de verificar os efeitos do surfactante na dinâmica desses escoamentos e para o caso de duas bolhas, investigar também os efeitos do surfactante na interaçãao entre as bolhas. Em seguida, fez-se um teste para evidenciar a presença do efeito Marangoni em escoamentos contaminados. Neste teste, a interface se movimenta devido somente à força de Marangoni. Por último, apresenta-se um estudo de problemas de linhas de contato dinâmicas. Este estudo trata-se da modelagem do ponto triplo de contato, onde se tem a interação das três fases presentes no escoamento e, neste contexto, o surfactante presente age modificando o valor do ângulo de contato. Este também é um problema de grande importância industrial. Ele aparece em processos de umedecimento, revestimento e em muitas aplicações biológicas e tem sido objeto de estudo de muitos pesquisadores desde várias décadas.

ASSUNTO(S)

surfactante efeito marangoni ponto triplo de contato engenharia mecanica escoamento bifásico agentes ativos de superfície two-phase ow front-tracking surfactant marangoni force moving contact point

Documentos Relacionados

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo