Mediating cognitive effects of information sharing on the relationship between budgetary participation and managerial performance,

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. contab. finanç.

DATA DE PUBLICAÇÃO

14/10/2019

RESUMO

RESUMO Este artigo tem por objetivo analisar os efeitos cognitivos mediadores do compartilhamento de informações verticais no processo orçamentário e na relação entre participação orçamentária e desempenho gerencial. A literatura comportamental na área contábil tem divergido sobre os efeitos cognitivos da participação orçamentária no desempenho gerencial. Evidências encontradas nessa literatura revelam que é possível haver variáveis intervenientes nessa relação que podem influenciar os efeitos cognitivos da participação no desempenho. Considerando-se que a participação orçamentária pode afetar a cognição e o desempenho dos indivíduos no trabalho, é relevante a análise das práticas de gestão orçamentária adotadas pelas organizações e seus efeitos produzidos nos indivíduos com responsabilidade orçamentária. As evidências encontradas demonstram que a configuração orçamentária da organização influencia a forma como ocorrerá o compartilhamento de informações e, por consequência, produzirá efeitos cognitivos no desempenho gerencial. Esta pesquisa descritiva foi realizada por meio de levantamento e abordagem quantitativa dos dados e de modelagem de equações estruturais. A amostra da pesquisa compreendeu 316 respondentes com responsabilidade orçamentária que exercem a função de controller, gerente de controladoria ou coordenador de controladoria em empresas brasileiras. Como resultado, temos que a participação orçamentária influencia positivamente o compartilhamento de informação vertical, que apresentou influência positiva no desempenho gerencial. O compartilhamento de informações verticais resulta de efeitos cognitivos da participação orçamentária. Maiores níveis de compartilhamento de informação vertical refletem em menor ambiguidade de papéis e em melhor desempenho gerencial. Mesmo que os indivíduos com responsabilidade orçamentária percebam a existência de assimetria de informações no ambiente de trabalho, seus efeitos sobre o desempenho não são significativos. Esses resultados contribuem para o entendimento dos efeitos cognitivos mediadores do compartilhamento de informações na relação entre participação e desempenho, revelando que os efeitos da participação no desempenho podem não ocorrer a partir de uma relação simples de causalidade, mas a partir de determinados condicionantes.ABSTRACT This article aims to analyze the mediating cognitive effects of vertical information sharing in the budgeting process on the relationship between budgetary participation and managerial performance. The behavioral literature in the area of accounting has diverged regarding the cognitive effects of budgetary participation on managerial performance. Evidence found in this literature reveals that there are possible intervening variables in this relationship that may influence the cognitive effects of participation on performance. Considering that budgetary participation can affect the cognition and performance of individuals at work, it is relevant to analyze the budget management practices adopted by organizations and the effects they have on individuals with budgetary responsibilities. The evidence found shows that an organization’s budgetary configuration influences the way information sharing will occur and will consequently have cognitive effects on managerial performance. This descriptive study was conducted by collecting data and employing a quantitative approach to analyze them, using structural equations modeling. The research sample comprised 316 respondents with budgetary responsibilities who carry out the role of controller, controlling manager, or controlling coordinator in Brazilian companies. The results show that budgetary participation positively influences vertical information sharing, which presented a positive influence on managerial performance. Vertical information sharing results from cognitive effects of budgetary participation. Higher levels of vertical information sharing are reflected in lower role ambiguity and better managerial performance. Even if individuals with budgetary responsibilities perceive the existence of information asymmetry in the work environment, its effects on performance are not significant. These results contribute to understanding the mediating cognitive effects of information sharing on the relationship between participation and performance, revealing that the effects of participation on performance may not occur based on a simple causality relationship, but instead based on certain conditioning factors.

Documentos Relacionados