Lesão de isquemia e reperfusão renal: influência da clorpromazina na função renal e na peroxidação lipídica

AUTOR(ES)
FONTE

Acta Cirurgica Brasileira

DATA DE PUBLICAÇÃO

2008

RESUMO

OBJETIVO: avaliar a influência da clorpromazina (CPZ) na função renal e na peroxidação lipídica num modelo de lesão de isquemia/reperfusão renal em ratos. MÉTODOS: 48 ratos Wistar foram submetidos à laparotomia para clampamento da artéria renal esquerda durante 60 minutos, seguido da reperfusão e nefrectomia contralateral. Destes animais, 26 receberam 3 mg/kg de CPZ intravenosa 15 minutos antes da isquemia renal (G-E), sendo os 22 animais restantes utilizados como grupo controle isquêmico (G-C). Em 11 ratos do G-E e 8 do G-C foi feita a dosagem de uréia e creatinina sérica antes da isquemia renal e no 1º, 4º e 7º dia pós-operatório. Amostras de tecido do rim esquerdo foram obtidas aos 5 minutos (5 ratos de cada grupo) e 24 horas após reperfusão (9 G-C e 10 G-E) para dosagem de malondialdeído (MDA). Valores controle para níveis de MDA foram obtidos em rins retirados de 6 ratos normais. RESULTADOS: insuficiência renal aguda ocorreu em todos os animais mas os níveis séricos de uréia e creatinina foram significativamente menores no G-E (p<0,001). Os níveis de MDA apresentaram elevação acentuada na avaliação aos 5 minutos de reperfusão em ambos os grupos (p<0,05), retornando a valores próximos aos normais na avaliação com 24 horas. CONCLUSÃO: a CPZ conferiu proteção parcial da função renal aos rins submetidos à lesão de isquemia e reperfusão, aparentemente independente da inibição da peroxidação lipídica.

ASSUNTO(S)

isquemia peroxidação lipídica clorpromazina

Documentos Relacionados

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo