Lateral loss of clay in the genesis of Luvisols in the Semi-Arid Depression of the Jequitinhonha Valley, Minas Gerais - Brazil

AUTOR(ES)
FONTE

Ciênc. agrotec.

DATA DE PUBLICAÇÃO

05/12/2019

RESUMO

RESUMO Os solos da região semi-árida de Minas Gerais possuem pequena profundidade; consistência dura, muito dura ou mesmo extremamente dura quando seca e muito plástica e muito pegajosa quando úmida; estrutura colunar ou em blocos angulares e fendilhamento significativo ao longo do perfil no período seco, entretanto eles não foram profundamente estudados até agora. Assim, o objetivo deste estudo foi detalhar a gênese dos Luvissolos da Depressão Semi-árida do Vale do Jequitinhonha (MG), a partir de atributos morfológicos, físicos, químicos, micromorfológicos e mineralógicos, e suas relações. A ausência de cutãs de iluviação na análise micromorfológica em laboratório foi consistente com a fraca e pouca cerosidade observada no topo do horizonte B de apenas um dos quatro perfis de solo estudados durante os trabalhos de campo. Considerando a ocorrência de argilominerais 2:1 expansíveis, os quais podem facilmente modificar tal feição pedológica, cautela é recomendada com relação à interpretação da gênese do solo. Desta maneira, a perda lateral de argila dos horizontes superficiais é enfatizada como o principal processo de formação dos Luvissolos estudados. A capacidade de troca de cátions desses solos revelou valores diferencialmente mais baixos para Luvissolos em regiões semi-áridas brasileiras.ABSTRACT Soils of the semi-arid region of Minas Gerais have small depth; hard, very hard or even extremely hard consistency when dry and very plastic and very sticky when moist; columnar or angular blocky structure and significant cracking along the profile in the dry period, however they have not been deeply studied yet. Thus, the aim of this study was to detail the genesis of Luvisols in the Semi-arid Depression of the Jequitinhonha Valley (MG), incompassing morphological, physical, chemical, micromorphological and mineralogical attributes, and their relationships. The lack of illuviation coatings in the micromorphological analysis is in line with the expressionless and unclear clay skins observed in the top of the B horizon in only one out of the four soil profiles during the field work. Considering the occurrence of expandable 2:1 clay minerals, which can easily modify such pedological feature, caution is recommended in relation to soil genesis interpretation. The lateral loss of the clay fraction from the superficial horizons is highlighted as the main formation process of the Luvisols studied. The cation exchange capacity of these soils revealed remarkable lower values for the Luvisols in semi-arid Brazilian regions.

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo