Interstitial myofibroblasts: predictors of progression in membranous nephropathy.

AUTOR(ES)
RESUMO

AIMS: To determine the role of interstitial myofibroblasts in the progression of membranous nephropathy; and to assess the predictive value of quantifying myofibroblasts in determining long term renal outcome. METHODS: All cases of membranous nephropathy, diagnosed by renal biopsy at University Hospital of South Manchester between 1984 and 1987, were studied retrospectively. The biopsy specimens (n = 26) were reviewed and analysed morphometrically to measure interstitial volume as a proportion of the total volume of renal cortex, and numbers of interstitial myofibroblasts (cells positive for alpha-smooth muscle actin within the interstitium). Clinical data, with a follow up of seven to eight years, was available for 24 patients, and renal outcome was correlated with pathological changes in the initial diagnostic biopsy specimen. RESULTS: The number of myofibroblasts and interstitial volume were inversely correlated with creatinine clearance at the initial biopsy, and at the end of follow up. Percentage sclerosed glomeruli or stage of glomerular disease, assessed by electron microscopy, did not correlate with renal function at initial biopsy or during follow up. The number of myofibroblasts, but not interstitial volume, correlated with severity of proteinuria at initial biopsy. Of 15 biopsy specimens showing no or mild interstitial fibrosis, four showed a notable increase in the number of interstitial myofibroblasts. All of these patients developed chronic renal failure, compared with three of 11 patients whose specimens showed no or a mild increase in myofibroblast numbers. CONCLUSIONS: Interstitial myofibroblasts play a role in the development of interstitial fibrosis and progressive renal failure in membranous nephropathy. Increased numbers of myofibroblasts in biopsy specimens showing only mild fibrosis may predict subsequent chronic renal failure.

Documentos Relacionados

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo