Influência de diferentes sistemas de preparo do solo nas propriedades físicas de um Latossolo Vermelho distrófico

AUTOR(ES)
FONTE

Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

DATA DE PUBLICAÇÃO

2004-04

RESUMO

Em geral, os sistemas de preparo do solo têm, como objetivo, oferecer condições físicas adequadas para a otimização do crescimento, desenvolvimento e produtividade das culturas. O propósito deste estudo foi avaliar o efeito dos sistemas de preparo do solo em algumas propriedades físicas de um Latossolo Vermelho distrófico, no Estado do Paraná, cultivado com mandioca. Para isto, utilizaram-se, neste trabalho, os seguintes tratamentos: Plantio Direto - PD (sem revolvimento do solo ou revolvimento apenas ao longo das linhas de plantio); Preparo Mínimo - PM (escarificação a 0,30 m seguido de gradagem niveladora) e Preparo Convencional - PC (aração com arado de aiveca a 0,25-0,30 m de profundidade, seguido de gradagem niveladora). As avaliações feitas nas camadas de 0-0,15 e 0,15-0,30 m constaram das seguintes propriedades físicas do solo: densidade do solo (Ds), volume de macroporos drenados na tensão de 0,006 MPa (Mac), volume de microporos (Mic) e porosidade total (Pt). Avaliou-se, também, a resistência do solo à penetração das raízes (RP) a cada 0,05 m, até a profundidade de 0,40 m, em duas diferentes épocas, em que os resultados indicaram maiores valores de Ds e menores de Mac no PD e no PM em comparação com o PC. No PM e PD constatou-se que o volume de poros com ar na tensão de 0,006 MPa foi menor que 10% e a RP foi maior no PD em comparação com os demais tratamentos, atingindo valores superiores a 2,0 MPa, até a profundidade de 0,25 m. Os resultados sugerem que, nas condições em que o estudo foi conduzido, a qualidade física do solo mostrou-se restritiva no PD devido aos excessivos valores de RP e aos reduzidos valores de porosidade de aeração.

ASSUNTO(S)

preparo convencional plantio direto resistência do solo á penetração

Documentos Relacionados