Incorporação do Desfibrilador Externo Automático no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Belo Horizonte, resultados preliminares.

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2010

RESUMO

As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte em países desenvolvidos e no Brasil. A morte súbita de origem cardíaca é a primeira causa geral de morte em ambiente pré-hospitalar no Brasil, seguindo a mesma tendência dos países desenvolvidos. A mortalidade é diretamente relacionada ao intervalo de tempo do colapso até a recuperação da circulação. O uso de desfibriladores externos automáticos pode ser benéfico para pacientes com arritmias cardíacas letais, mesmo se utilizados por indivíduos com treinamento para suporte básico de vida ou leigos. Em dezembro de 2007 o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Belo Horizonte (SAMU/BH), equipou todas as Unidades de Suporte Básico (USB) com um desfibrilador externo automático (DEA). A distribuição destas unidades segue o padrão técnico do Ministério da Saúde e são mais numerosas que as Unidades de Suporte Avançado (USA), tendo, portanto, um tempo de resposta normalmente menor. Este estudo foi desenvolvido com o objetivo de analisar os resultados dos atendimentos as pessoas vítimas de Parada Cardiorrespiratória realizados pelas equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Belo Horizonte, após a incorporação do Desfibrilador Externo Automático. Trata-se de um estudo epidemiológico, com dados secundários obtidos das fichas dos atendimentos no período de dezembro de 2007 a março de 2008. Para a coleta de dados, foi elaborado um instrumento com variáveis baseadas no estilo Utstein. Os dados foram submetidos à estatística descritiva. Dos 760 chamados para PCR, a maioria foi em homens (500 65,8%) e a idade das vítimas variou de 1 a 109 anos com mediana de 56 anos. A causa cardíaca provável foi registrada em 71,4% e assistolia foi o ritmo em 86,8% dos casos. Dos atendimentos, em 316 (41,6%) houve indicação de ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Destes, 64,0% eram do sexo masculino, 83,2% foram de causa cardíaca provável e 185 (58,5%) receberam manobras de RCP sem o uso de um desfibrilador. Destes, 17 pacientes evoluíram com retorno da circulação espontânea (RCE). Receberam manobras de RCP com o uso de um desfibrilador 131 (41,5%). O desfibrilador manual foi utilizado em 36 (27,5%) pessoas e 13 (36,1%) apresentaram RCE. Dos 95 (72,6%) casos em que o DEA foi conectado, não houve indicação de choque em 83 (87,4%) e desses 4 (4,2%) tiveram retorno da circulação espontânea. O DEA indicou choque em 12 (12,6%) pessoas e mais da metade (7 58,3%) evoluiu com RCE. Este resultado demonstra a importância do DEA nas USB, permitindo o atendimento precoce às vitimas de PCR de origem cardíaca.

ASSUNTO(S)

feminino decs idoso decs parada cardíaca/rebilitação decs masculino decs criança decs idoso de 80 anos ou mais decs enfermagem decs ressuscitação cardiopulmonar/métodos decs assistência pré-hospitalar decs adolescente decs enfermagem teses dissertações acadêmicas decs humanos decs serviços médicos de emergência decs adulto decs ambulâncias decs desfibriladores/utilização decs meia idade decs

Documentos Relacionados

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

TCC Pronto e Gratuito? Sério mesmo? Você acredita em almoço de graça? Comprar um TCC Pronto? Fazer o Próprio TCC? Você ainda tem dúvidas como essas? Você PRECISA ver este Artigo com Urgência! Neste artigo você encontrará: TCC Pronto e Gratuito Comprar TCC Pronto É só me corrigir se eu estiver errado, mas as pessoas Adoram Atalhos, certo? O problema é que, muitas vezes, ATALHOS São ARMADILHAS DISFARÇADAS. Então, se você quer Fugir das Armadilhas e quer saber a Verdade sobre TCC Pronto, TCC Pronto e Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo