(In)Segurança alimentar e perfil de consumo alimentar e antropométrico de escolares e seus fatores associados em dois municípios do semiárido de minas gerais

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

20/04/2010

RESUMO

Objective: To investigate the situation of food (in)security, food consumption profile and anthropometric profile of schoolars and its associated factors in two municipalities in the semiarid region of Minas Gerais to contribute to local policies for food and nutritional Security. Methodology: This is an observational epidemiologic population based study, Cross-sectional type, with scholars by the age of six to 14 years-old 549 in Francisco Badaró and 585 in Novo Cruzeiro. The stratified sample considered the urban and rural strata and area of the Family Health Strategy. An adapted pre-coded semi-structured questionnaire was applied. The measurement instruments were: Brazilian Food Insecurity Scale, BFIS, Semi-quantitative Food Frequency questionnaire (SFFQ); Estimated Average Requirements (EAR); WHO recommendations; direct food weighting and weight and height measurements. The anthropometric data found were compared with growth charts for WHO reference population. Statistical analysis was based on logistic regression model. Results: Food insecurity was more pronounced in rural areas in both municipalities, except for a serious condition at Novo Cruzeiro which was higher in urban areas (19.2%). Prevalence rates in rural areas were 55.5 and 49.6% mild, moderate 19.5 and 24.6% and severe 4.5 and 14.8% in Francisco Badaró and Novo Cruzeiro, respectively. Some parameters were associated with food (in)security in Francisco Badaró: skin color, social class, number of household members and Family Assistance Program; in Novo Cruzeiro: number of household and social class. There was low energy, fruits and vegetables intake, and high intake of sugar and candies with a strong variation according to the strata analyzed. The relative share of macronutrients was adequate according to the WHO recommendation, but stratified analysis revealed inadequacies and inequities for all these nutrients and insufficient intake of vitamins A and C and iron. In Francisco Badaró, some parameters were associated with stunting: living with more than six people and be in the lower social classes, with a stunting prevalence of 4.6% and 10.7% of overweight/obesity in girls and 8,3% in boys. Socioeconomic, demographic, environmental, ethnic, access to social programs and age were associated with overweight/obesity. In Novo Cruzeiro, were associated with stunting: living up to three people, white skin color and diarrhea, with a prevalence of 8.1%; overweight/obesity with 10.2% in girls and 3.7% in boys (p = 0.007). Higher social status and increased severity of food insecurity was positively associated with overweight/obesity. Conclusion: In these municipalities, the growth deficit is a relevant condition between the schoolars, and the prevalence of overweight/obesity is lower than in other regions. However, to reverse the food insecurity and poor dietary and nutritional conditions, these two municipalities are required: the adoption of social and economic policies that guarantee the Human Right to Adequate Food and equity investments in actions that promote practices and healthy eating habits with constant epidemiological and nutritional surveillance to improve the quality of life of these populations.

ASSUNTO(S)

segurança alimentar e nutricional decs fatores socioeconômicos decs saúde da criança decs brasil decs condições sociais decs iniquidade social decs antropometria decs consumo de alimentos decs saúde escolar decs estudos epidemiológicos decs estudos transversais decs dissertações acadêmicas decs tese da faculdade de medicina da ufmg

Documentos Relacionados

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo