IDENTIDADE TERRITORIAL E MIDIATIZAÇÃO: OS SENTIDOS IDENTITÁRIOS ACIONADOS PELAS FESTIVIDADES DA QUARTA COLÔNIA-RS / TERRITORIAL IDENTITY AND MEDIATIZATION: SENSES OF IDENTITY ACTIVATED BY THE FESTIVITIES FROM QUARTA COLÔNIA-RS

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

05/12/2011

RESUMO

A temática delimita-se pelo estudo das festividades midiatizadas da Quarta Colônia-RS e os sentidos de identidade territorial que acionam a partir dos suportes e materialidades comunicativas que as divulgam e promovem. Quarta Colônia é um território situado na região central do Rio Grande do Sul, Brasil com história marcada pela imigração italiana. Atualmente, sua representação aciona sentidos de multietnicidade e diversidade cultural articulando, através do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável, nove municípios: Agudo, Dona Francisca, Faxinal do Soturno, Ivorá, Nova Palma, Pinhal Grande, Restinga Seca, São João do Polêsine e Silveira Martins. A problemática contempla a relação entre identidade territorial, festividades e midiatização: As festividades da Quarta Colônia são midiatizadas e potencialmente construtoras de sentidos de identidade territorial? Caso positivo, como o processo de midiatização das festividades desenvolve-se e quais os sentidos de Quarta Colônia visíveis nesses processos comunicativos?. Para atender ao questionamento, estruturamos a tese em três noções teóricas: a) identidade territorial (CASTELLS, 1999; HALL, 2000; FROEHLICH, 2002; 2007; 2010; HAESBAERT, 2002; PECQUEUR, 2006; RÜCKERT, 2010; VIEIRA et al., 2006; WOODWARD, 2009), compõe o território e é visível nos fragmentos instáveis e flexíveis estabelecidos nas relações comunicativas, permeadas por objetivos econômicos, sociais e culturais. b) Midiatização (FAUSTO NETO, 2006; VERÓN, 1997; SODRÉ, 2002), é uma ambiência que condiciona tecnologicamente e economicamente as relações sociais, podendo constituir medium, ou seja, suportes, atores sociais e entidades que atuam condicionados pela sua lógica. c) Festa (AMARAL, 1998; CESCA, 1997; DAMATTA, 1997; KUNSCH, 2003; MAFRA, 2006; MEIRELLES, 1999), estudada a partir de sua dimensão técnica, como uma estratégia de comunicação que cria e mantém conceitos, e de sua dimensão social, como mediadora e mobilizadora de redes de sociabilidades.O objetivo geral é analisar o processo de midiatização das festividades da Quarta Colônia e seu potencial para a construção de sentidos de identidade territorial. Os objetivos específicos são: desenvolver referencial teórico a partir da relação entre as noções operacionais da problemática de pesquisa: identidade territorial, midiatização e festividade; levantar e analisar como o processo de midiatização das festividades desenvolve-se; analisar o potencial midiatizado da festividade em busca de visibilidade e legitimidade territorial; analisar quais os sentidos de Quarta Colônia visíveis nesses processos comunicativos midiatizados das festividades.A pesquisa é qualitativa e a metodologia é constituída pela combinação de técnicas: pesquisa bibliográfica e documental, observação participante e entrevista. O objeto de estudo constitui-se por: sete festividades, matérias jornalísticas do Caderno Quarta Colônia; documentos digitais e gráficos; todos os dados foram coletados e analisados entre janeiro e outubro de 2011. A tese estrutura-se em nove capítulos, sendo que os quatro primeiros objetivam relatar a reflexão e resultados teóricos e os cinco subsequentes relatam os dados e as análises realizadas. As festas acionam, nas materialidades e suportes comunicativos que as promovem e divulgam, sentidos de identidade territorial, além de mobilizar interesses e atuar como suporte para visibilidades de atores sociais diversos. A identidade territorial é permeada pela lógica midiatizada, de forma que, simultaneamente à diferenciação do território que propaga, adapta-se à cultura do consumo contemporânea.

ASSUNTO(S)

festas midiatização identidade territorial extensao rural territorial identity mediatization festivities

Documentos Relacionados

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo