Group Intercultural Competence: Adjusting and Validating Its Concept and Development Process

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. adm. contemp.

DATA DE PUBLICAÇÃO

10/01/2020

RESUMO

RESUMO A competência intercultural é um tema que tem sido cada vez mais foco de estudos, principalmente relacionados ao contexto de empresas multinacionais e equipes multiculturais. A literatura sobre competência intercultural é ampla, permeada de muitos conceitos e modelos de desenvolvimento, porém o foco predominante é individual (abordagem cognitiva/comportamental). Poucos são os estudos sobre o desenvolvimento da CIG em nível grupal com abordagem que enfatize o processo. Com esta pesquisa objetivou-se testar empiricamente o conceito de competência intercultural grupal (CIG) e analisar o seu desenvolvimento em equipes multiculturais, conforme lacuna apontada por Leung, Ang e Tan (2014) . Esta pesquisa é de natureza qualitativa, do tipo exploratório-descritivo, abordagem interpretativa com triangulação intramétodo sequencial e utilizadas análises interpretativas de dados e de conteúdo. Como resultado, identificou-se que o processo de desenvolvimento da CIG ocorre em direção a níveis mais maduros de CIG, caracterizado por um processo em espiral piramidal ascendente, onde o nível mais baixo evolui para níveis mais altos de CIG em um ciclo de aprendizagem intercultural. Esta evolução ocorre ao longo do tempo e é permeada pelo conflito, reflexão e mudança, abrangendo os elementos da CIG: interação, eficácia, diferenças culturais, aprendizagem intercultural e comunicação intercultural, como causa e consequência. Como contribuição teórica e empírica, foi possível ajustar e validar o conceito de CIG, identificar os elementos e dimensões para sua análise e compreender como a GIC é desenvolvida, em uma perspectiva processual, onde há um ciclo de aprendizagem intercultural permeado por conflitos, reflexões, interações e mudanças.ABSTRACT Intercultural competence is a topic that has been increasingly focused on academic researches, mainly related to the context of multinational companies and multicultural teams. The literature on intercultural competence is broad, permeated with many concepts and models of its development, but the main focus is on individual (cognitive/behavioral approach). There are few studies on the group level whose approach emphasize the process. The objective of this study was to empirically test the concept of group intercultural competence (GIC) and analyze its development in multicultural teams, as indicated by Leung, Ang and Tan (2014) . This research can be characterized as qualitative, of exploratory-descriptive type, with an interpretive approach that embraces sequential intra-method triangulation, with interpretative and content analysis. As the results, the process of GIC development was found to occur towards more mature levels of GIC and to be characterized by an upward spiral pyramidal process, where the lowest level evolves to higher levels of GIC through a cycle of inter-cultural learning. This development occurs over time and is permeated by conflict, reflection and change, covering the elements of GIC: interaction, efficacy, cultural differences, intercultural learning and communication, such as cause and consequence. Based on the theoretical and empirical contributions, it was possible to adjust and validate a proposed GIC concept, to adjust the relevant elements and dimensions for GIC analysis, and to understand how the GIC is developed through a procedural perspective where there is an intercultural learning cycle permeated by conflicts, reflections, interaction and changes.

Documentos Relacionados