Ética e Profissionalismo nas Redes Sociais: Comportamentos On-Line de Estudantes de Medicina

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. bras. educ. med.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2017-12

RESUMO

RESUMO Novo tipo de relação entre médicos e pacientes vem surgindo após a expansão e abrangência das redes sociais. Assim, é necessário rever aspectos da formação de estudantes de Medicina, além de avaliar os benefícios e riscos da utilização dessas redes, no intuito de preservar a confiança e cumplicidade na relação médico-paciente. Objetivos: Descrever o comportamento on-line de estudantes de Medicina, bem como suas opiniões sobre o uso de redes sociais, além de conhecer aspectos da formação médica sobre ética e profissionalismo. Métodos: Estudo transversal realizado em hospitais de ensino de três escolas médicas em Recife (PE)entre 2015 e 2016. Um questionário autoaplicável elaborado pelos pesquisadores foi respondido por 260 estudantes de Medicina dos dois últimos anos do curso (internato). Ao mesmo tempo, os planos de ensino de cada instituição foram analisados separadamente. Os dados obtidos foram analisados por meio dos testes estatísticos: Qui-Quadrado de Pearson, teste Exato de Fisher, Kruskal-Wallis e McNemar. Para a parte do questionário do tipo escala Likert foi calculado o ranking médio das respostas dos participantes, assim como o Alpha de Cronbach. O projeto foi submetido à apreciação ética com posterior aprovação e todos os participantes concordaram com o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Resultados: Entre os estudantes, 41,5% (108) afirmaram ter postado fotos ou videos mostrando consumo de bebidas alcoólicas ou cigarro e 32,3% (84) postaram fotos ou videos com pacientes em rede social. Foi observada diferença estatisticamente significativa (p<0,001) entre as instituições pesquisadas quanto à postagem de fotos ou videos com pacientes, uma vez que os estudantes da instituição III relataram menor postagem (14,3% ou 12 participantes). Na análise das respostas dos estudantes das três instituições, foi observada relação de tendência inversa entre “postagem de fotos ou vídeos com pacientes” e “abordagem de profissionalismo on-line na graduação”. Na instituição III, onde menor quantidade de estudantes relatou postagens em rede social com pacientes, maior quantidade deles relatou abordagem de questões sobre profissionalismo on-line na graduação (26,2% ou 22 participantes). Entre os pesquisados, 79% (205) concordaram em que certos conteúdos do perfil pessoal do Facebook do médico podem difamar a reputação deste. Em relação à abordagem de questões sobre profissionalismo on-line na graduação médica, 80,8% (210) dos participantes disseram que não tiveram essa abordagem. Na análise dos planos de ensino, apenas a instituição III apresentou um eixo curricular de desenvolvimento profissional e abordagem teórica formal sobre conceitos de ética durante o internato. Conclusão: Um número expressivo de estudantes pesquisados teve comportamentos contrários ao preconizado pelo Código de Ética Médica, resoluções do Conselho Federal de Medicina e guidelines estrangeiras de comportamento em rede social. É possível que a abordagem do profissionalismo e da ética na formação acadêmica tenha repercussão nos comportamentos de estudantes de Medicina na rede social. Estudos que poderiam estabelecer relação de causa e efeito são necessários para confirmar se há relação entre comportamentos on-line de estudantes e abordagem de ética e profissionalismo na graduação. Por fim, observa-se, nas escolas médicas pesquisadas, escassez da abordagem do tema profissionalismo on-line.

ASSUNTO(S)

Ética médica profissionalismo rede social educação médica

Documentos Relacionados

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

TCC Pronto e Gratuito? Sério mesmo? Você acredita em almoço de graça? Comprar um TCC Pronto? Fazer o Próprio TCC? Você ainda tem dúvidas como essas? Você PRECISA ver este Artigo com Urgência! Neste artigo você encontrará: TCC Pronto e Gratuito Comprar TCC Pronto É só me corrigir se eu estiver errado, mas as pessoas Adoram Atalhos, certo? O problema é que, muitas vezes, ATALHOS São ARMADILHAS DISFARÇADAS. Então, se você quer Fugir das Armadilhas e quer saber a Verdade sobre TCC Pronto, TCC Pronto e Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo