Ethnoecology and socioeconomic around an artificial reef: the case of artisanal fisheries from southeastern Brazil

AUTOR(ES)
FONTE

Biota Neotrop.

DATA DE PUBLICAÇÃO

04/04/2019

RESUMO

Resumo: O objetivo desse estudo é descrever os aspectos etnoecológicos, a valoração e a forma de comercialização das espécies-alvo capturadas na pesca artesanal praticada na costa norte do Rio de Janeiro, sudeste do Brasil. Os dados foram obtidos a partir de entrevistas semiestruturadas realizadas com 60 pescadores da comunidade pesqueira Guaxindiba (21°29'S, 41°00'O), vinculados à colônia de pescadores Z-1. Oitenta e nove espécies foram citadas pelos pescadores e 44,1% desse total são importantes para o comércio da região. Os pescadores citaram cinco zonas distintas que são utilizadas para a pesca: zona da "borda" (68 espécies), estuário (41 spp.), recife artificial (27 spp.), "malacacheta" (24 spp.) e mar aberto (10 spp,). Os recursos pesqueiros foram classificados de acordo com suas características gastronômicas e econômicas: pescado-de-primeira (35 spp.), pescado-de-segunda (32 spp.), pescado-mistura (10 spp.), pescado-de-descarte (7 spp.) e pescado-isca (5 spp.). O preço das espécies-alvo aumenta ao longo da cadeia produtiva em decorrência do maior número de pessoas envolvidas, dos gastos com insumos e do processo de beneficiamento do pescado. Os dados desse estudo podem contribuir para o manejo da pesca local e apontam para o uso de recifes artificiais na manutenção dos recursos pesqueiros no norte do Rio de Janeiro.Abstract: The objective of this study is to describe the ethnoecological aspects, valorization, and commercialization of target species caught by artisanal fishers on the northern coast of Rio de Janeiro, southeastern Brazil. The data were obtained through semi-structured interviews conducted with 60 fishers from the fishing community of Guaxindiba (21°29'S, 41°00'W), which is associated with the Z-1 fishers' colony. Eighty-nine species were cited by the fishers and 44.1% are important commercial fish in the region. The fishers cited five distinct zones used to fish: border zone (68 species), estuary (41 spp.), artificial reef (27 spp.), "malacacheta" (24 spp.), and open ocean (10 spp.). The fishery resources were classified according to their gastronomic and economic characteristics: primary fish (35 spp.), secondary fish (32 spp.), mixed fish (10 spp.), discarded fish (7 spp.), and fish used as bait (5 spp.). The price of the target species increases along the production chain due to the greater number of people involved, processing costs, and improvement of the product. The data from this study can contribute to local fisheries management and point out to the use of artificial reefs in the maintenance of fishery resources in northern Rio de Janeiro.

Documentos Relacionados

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

TCC Pronto e Gratuito? Sério mesmo? Você acredita em almoço de graça? Comprar um TCC Pronto? Fazer o Próprio TCC? Você ainda tem dúvidas como essas? Você PRECISA ver este Artigo com Urgência! Neste artigo você encontrará: TCC Pronto e Gratuito Comprar TCC Pronto É só me corrigir se eu estiver errado, mas as pessoas Adoram Atalhos, certo? O problema é que, muitas vezes, ATALHOS São ARMADILHAS DISFARÇADAS. Então, se você quer Fugir das Armadilhas e quer saber a Verdade sobre TCC Pronto, TCC Pronto e Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo