Estudos altmétricos no Brasil: uma análise a partir dos currículos da Plataforma Lattes-CNPq

AUTOR(ES)
FONTE

Transinformação

DATA DE PUBLICAÇÃO

26/09/2019

RESUMO

Resumo Campo das metrias da informação com nove anos de existência, a altmetria existe no Brasil há seis anos. Se o campo for considerado de forma mais ampla, tomando-se, como exemplo, estudos cientométricos a partir de dados cibermétricos ou webométricos, é possível identificar trabalhos mais antigos. Entretanto, o processo de delimitação do referido campo se deu em 2010, quando Jason Priem cunhou o termo “altmetrics” via Twitter, tendo o mencionado vocábulo chegado ao Brasil como “altmetria” em 2013. No estudo bibliométrico exploratório aqui apresentado é utilizada a base de currículos Lattes para identificar artigos e comunicações em congressos de pesquisadores, com ou sem doutorado, que atuam no campo da altmetria no Brasil. Ademais, serão também identificadas as suas grandes áreas, além de áreas de atuação, distribuição geográfica e a evolução de fontes de dados e as temáticas ao longo dos anos. Para tanto, foi efetuada a identificação dos currículos por intermédio da busca avançada na Plataforma Lattes, utilizando-se os termos “altmetria”, “altmétrico”, “altmétrica”, “altmetric” ou “altmetrics”. Os 94 currículos encontrados, sendo 37 de doutores e 57 de não doutores, tiveram seus conteúdos filtrados pelos termos de busca utilizados. Foram identificados 26 artigos em periódicos e 36 comunicações em congressos. Dos 94 pesquisadores, 53 deles produziram apenas em altmetria e 41 produziram valendo-se da intercessão com Facebook, Twitter ou Mendeley. O campo é dominado por pesquisadores da grande área de Ciências Sociais Aplicadas, destacando-se a Ciência da Informação e, em menor grau, a área da Comunicação. As abordagens vêm evoluindo, percorrendo um caminho que vai desde aquelas mais teóricas até as práticas, avaliativas, críticas e as contextualizações institucionais e regionais.Abstract Field of the information metrics studies with nine years of existence, altmetrics has in Brazil a history three years more recent. If, on the other hand, we consider the field more broadly, such as scientometric studies based on cybermetric or web-based data, we could identify older works. However, delimitation of the field occurred in 2010, when Jason Priem coined the term “altmetrics” via Twitter having arrived in Brazil as “altmetria” in 2013. In the exploratory bibliometric study here presented, we used the Lattes curriculum to identify articles and communications in congresses of researchers, with or without a doctorate degree, who work in the field of altmetrics in Brazil, their large areas and areas of expertise, geographical distribution and the evolution of data and thematic sources over the years. To this end, the identification of curricula was made through the advanced search in the Lattes Platform by the terms “altmetria”, “altmétrico”, “altmétrica”, “altmetric” or “altmetrics”. The 94 curricula found, 37 of which were doctors and 57 of non-doctors, had their contents filtered by the search terms used. Twenty-six articles were identified in periodicals and 36 communications in events. From the 94 researchers it is verified that 53 of them produced only in altmetrics and 41 with intercession with Facebook, Twitter or Mendeley. The field is dominated by researchers from the large area of Applied Social Sciences with emphasis on Information Science and to a lesser extent for Communication. Research focus have been evolving from more theoretical approaches towards practical, evaluative, critical and institutional and regional contexts.

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo