Envelhecimento de propelente composito a base de polubutadino hidroxilado

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2001

RESUMO

No presente trabalho, foi estudado o efeito da atmosfera no envelhecimento do poliuretano à base de polibutadieno hidroxilado (PBLH) e diisocianato de isoforona (IPDI), contendo perclorato de amônio como carga. Primeiramente, foi verificado o efeito da umidade, na temperatura ambiente, em amostras do poliuretano carregado com perclorato de amônio. Em seguida, amostras do poliuretano, com e sem o antioxidante BHT (2,6-di-terc-butil-p-hidroxitolueno), foram submetidas a envelhecimento acelerado a 60 e 70 °C, respectivamente, nas atmosferas de ar seco, nitrogênio seco e ar a 70 % de umidade relativa. As técnicas de espectroscopia no infravermelho, análise térmica, ensaios mecânicos de tração e inchamento em solventes foram utilizadas para avaliar os efeitos do envelhecimento. Além disso, medidas do tempo de indução oxidativa (OIT) foram utilizadas para avaliar a eficiência dos antioxidantes, IRGANOX 1010, CALCO 2246 e BHT, em retardar a oxidação do poliuretano. Verificou-se que as propriedades mecânicas do poliuretano carregado com perclorato de amônio são bastante afetadas quando o material é estocado sob umidade relativa acima de 70 %. Entretanto, as propriedades são recuperadas quando o material umedecido é estocado sob umidade relativa abaixo de 20 %. Nos testes de envelhecimento acelerado observou-se que, independente da atmosfera, o poliuretano obtido do PBLH contendo o antioxidante BHT não sofre alterações significativas em suas propriedades, após estocagem de 120 dias a 60 °C. Por outro lado, o poliuretano obtido a partir do PBLH sem antioxidante teve suas propriedades bastante alteradas com apenas um dia de estocagem a 70 °C , sendo as mudanças mais acentuadas em ar seco que ar úmido. Medidas de OIT mostraram que o antioxidante CALCO 2246 é mais eficiente que IRGANOX 1010 e BHT em retardar o processo de oxidação dos poliuretanos. O perclorato de amônio, usado como carga, não participa da oxidação do poliuretano.

ASSUNTO(S)

antioxidantes propolentes solidos diisocianato de tolueno

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo