ENSINO MÉDIO PÚBLICO: FORMAÇÃO HUMANA OU PARA O MERCADO?

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

12/09/2011

RESUMO

O presente trabalho é resultado de uma pesquisa desenvolvida entre 2009 e 2011, no Programa de Pós-Graduação em Educação, como exigência para a defesa de Tese de Doutorado pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás PUC-GO. A questãoproblema desse objeto de estudo é analisar se o Ensino Médio público propedêutico brasileiro propicia formação humana ou para o mercado de trabalho. A luta entre capital e trabalho está explicitada no modelo econômico brasileiro que, em seu processo contraditório vem combinando Ensino Médio profissionalizante e propedêutico, com políticas públicas de investimentos desiguais. No contexto geral da reestruturação produtiva, determinados conhecimentos antes desprezados, como facilidade de comunicação, de compreensão de textos e de raciocínio abstrato, são considerados importantes fatores de produção. Os trabalhos de Marx (1968, 1978, 2006 e 2007), Marx e Engels (1965), Kuenzer (1988, 1997 e 2000), Saviani (1984, 2005), Chauí (1980), Bourdieu (2010), Antunes (1995, 2001, 2004, 2006, 2009), Bruno (1996), Enguita (1993), Frigotto (1995, 2001, 2009), Gentilli (1995), Paiva (1995), Ponchmann (2004, 2009), Boito (2005), Bardin (2004), Laville e Dione (1999) e Triviños (1987), constituem o aporte teórico utilizado para análise do problema proposto. A dialética materialista foi escolhida como método que orienta o presente estudo. O universo da pesquisa é formado por trabalhadores do setor terciário, especificamente das áreas de comércio e serviços, que realizaram seus estudos em escolas públicas da região metropolitana de Goiânia, a partir do modelo de Ensino Médio propedêutico. Na avaliação dos trabalhadores participantes da pesquisa, a escola pública de Ensino Médio não possibilita a compreensão e o domínio dos fundamentos e princípios científicos e tecnológicos dos processos produtivos, principalmente aos conhecimentos mais complexos que podem possibilitar maior autonomia ao trabalhador, tais como: compreensão e interpretação de representações gráficas complexas; melhores condições para avaliação e intervenção sobre a realidade de trabalho; aptidão para buscar e selecionar informações e construir novos conhecimentos; domínio e interação com as novas tecnologias; habilidades para solucionar problemas complexos em situações inesperadas de trabalho. Os resultados indicam que o Ensino Médio público propedêutico continua excluído do conjunto de reformas estruturais do sistema educativo, sustentado por um modelo socioeconômico que promove a subordinação e a precarização da classe trabalhadora ao capital, a partir do aumento da extração da mais valia. A Lei 11.741/2008, que separa os objetivos do Ensino Médio e da Educação Profissional Técnica de Nível Médio, reduz o Ensino Médio público propedêutico a uma subcategoria, mantêm a dualidade desse nível de escolaridade e impede a possibilidade de implantar um modelo educacional com formação omnilateral, unitária e politécnica para a maior parte da classe trabalhadora.

ASSUNTO(S)

educacao ensino médio reestruturação produtiva classe trabalhadora mais valia high school productive restructuring working class added value

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo