Ensino-aprendizagem: leitura em aulas de língua materna

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2008

RESUMO

Esta pesquisa teve como objetivo compreender o sentido de leitura e de ensino-aprendizagem de leitura que embasam as ações de uma professora esta pesquisadora em aulas em uma sétima série para analisar, no decorrer da condução do trabalho: 1) os sentidos sobre ensinoaprendizagem que nortearam o trabalho com leitura; e 2) as regras e a divisão de trabalho na sala de aula quanto aos papéis de aluno e de professor, na condução da aula. Mais particularmente, investigou o processo de apropriação, pela professora, de novos significados sobre o processo de leitura e sobre o ensino-aprendizagem de leitura, com base nas discussões das competências no domínio das ações de linguagem e nas capacidades de leitura (SCHNEUWLY e DOLZ (1997/2004). Este projeto está inserido no quadro da Lingüística Aplicada, que salienta o papel crítico e transformador do pesquisador e em um Programa de Formação de Professores, coordenado pelas Profs. Drs. Maria Cecília Camargo Magalhães e Fernanda Liberali, denominado Programa Ação Cidadã PAC; e, mais particularmente, no Projeto Leitura em todas as Áreas LDA (coordenado pela Prof. Dr. Magalhães) que se propõe a desenvolver um trabalho com leitura crítica, nas diversas áreas de conhecimento do contexto escolar. Está embasado na Teoria da Atividade Sócio Histórico Cultural TASHC (VYGOTSKY 1934/2005; LEONTEV, 1977/2006; ENGESTRÖM, 1999), que salienta a centralidade mediadora e criativa da linguagem em atividades no desenvolvimento históricosocial humano bem como na constituição de sujeitos responsivos e responsáveis pelo seu agir. O quadro teórico-metodológico que apóia a condução desta dissertação está na abordagem crítica de colaboração PCcol que, como pensado por Magalhães, enfatiza a centralidade da colaboração crítica em pesquisas conduzidas em contextos escolares. Os dados foram coletados, em sala de aula, por meio de gravações em áudio e vídeo e analisados para a compreensão dos sentidos sobre leitura desta professora no decorrer da condução da pesquisa. Os resultados revelaram que houve transformações de sentidos quanto ao trabalho voltado para a organização de unidades de leitura enfocado no PAC, com foco nos gêneros como objeto e instrumento de trabalho para o desenvolvimento da linguagem, tomando como referência as capacidades de linguagem: as de ação, as discursivas e as lingüístico-discursivas. Todavia, revelou, também, que as regras que embasaram a divisão do trabalho ainda centralizavam a ação na professora, de modo que os alunos continuavam respondendo ao seu comando

ASSUNTO(S)

linguistica aplicada teoria da atividade genres in discourse leitura crítica gêneros do discurso activity theory critical reading leitura

Documentos Relacionados

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo