Ensaio clínico aleatorizado de crioterapia intra-operatória versus fotocoagulação pós-operatória a laser para retinopexia na cirurgia de introflexão escleral / Randomized clinical trial cryotherapy intra-operative versus laser photocoagulation postoperative in scleral buckle surgery

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

21/03/2012

RESUMO

Introdução: O descolamento de retina regmatogênico (DRR), uma das causas de cegueira, tem uma incidência anual de cerca de 6,3 - 17,9/100.000 habitantes na população mundial, e se não tratado pode levar a cegueira devido a degeneração das camadas retinianas. O uso de introflexão em conjunto com as adesões coriorretinianas em torno da rotura retiniana forma a base do tratamento para muitos DRR simples. A crioterapia realizada para retinopexia intra-operatoria tem sido implicada no desenvolvimento de pucker macular e vitreorretinopatia proliferativa. Eliminar a crioterapia da cirurgia convencional de introflexão poderia não afetar o resultado do sucesso anatômico e melhorar a recuperação visual. Objetivo: O objetivo primário deste ensaio clínico randomizado foi comparar a taxa de reaplicação retiniana e secundariamente os resultados da acuidade visual em pacientes com DRR que se submeteram a cirurgia de introflexão escleral e retinopexia com a crioterapia intra-operatória versus fotocoagulação a laser pós-operatório (um mês após a cirurgia). Método: É um ensaio clínico aleatorizado, mascarado, realizado em um único centro, composto por 86 pacientes submetidos à cirurgia de introflexão escleral. Os pacientes foram aleatorizados para serem submetidos à cirurgia de introflexão escleral e retinopexia com crioterapia intraoperatória (criopexia) ou retinopexia com fotocoagulação a laser pós operatória de 30 dias (laserpexia) após o procedimento. O desfecho primário foi avaliar a taxa de reaplicação retiniana no seguimento pós-operatório em 1 semana. Os desfechos secundários foram avaliar as taxas de reaplicação retiniana, as taxas de reoperação, as taxas de complicações pós-operatórias e recuperação da acuidade visual, em 1 mês e 6 meses de seguimento pós-operatório. Resultados: Foram incluídos 86 olhos de 86 pacientes a serem submetidos introflexão escleral. A amostra foi constituída de 43 pacientes pertencentes ao grupo laserpexia e 43 pacientes atribuídos ao grupo criopexia. Os dados demográficos foram semelhantes nos dois grupos. A taxa de sucesso anatômico em 1 semana, 1 mês e 6 meses foram semelhantes nos dois grupos, respectivamente, 93% (40 pacientes), 100% e 100% no grupo criopexia e 95,3% (41 pacientes), 100% e 100% no grupo da laserpexia (P, respectivamente, 0,5; 1,0 e 1,0). Três pacientes do grupo criopexia e 2 do laserpexia foram submetidos a uma cirurgia adicional (vitrectomia via pars plana) após a falha primária em 1 semana de seguimento. As complicações pós-operatórias foram semelhantes nos dois grupos, com exceção do edema de pálpebras. A recuperação visual foi mais lenta no grupo da crioterapia. A diferença na AV após 6 meses não foi significativa. Conclusão: Em pacientes com descolamento de retina regmatogênico sem complicações, ambas as técnicas de retinopexia mostraram resultados anatômico e funcional satisfatórios. A opção por laserpexia oferece recuperação visual mais rápida com menos complicações, porém requer uma segunda intervenção e maior custo em relação a criopexia.

ASSUNTO(S)

descolamento de retina laser crioterapia retinal detachment laser cryotherapy

Documentos Relacionados

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo